Pular para o conteúdo principal

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E CAÇAPAVA TENTAM ALAVANCAR MERCADO AÉREO



Avião na reta final de pouso do aeroporto de São José dos Campos. Foto: Arquivo/OVALE Avião na reta final de pouso do aeroporto de São José dos Campos. Foto: Arquivo/OVALE
No aeroporto Professor Urbano Ernesto Stumpf o cenário é de incerteza; no Aerovale persiste o sonho


Pouco mais de 20 quilômetros separam dois cenários distintos do mercado de aviação regional. De um lado, o aeroporto de São José dos Campos fechou o balanço do primeiro semestre com queda na movimentação de aeronaves, passageiros e cargas aéreas. De outro, o projeto do Aerovale em Caçapava foi turbinado em R$ 30 milhões, totalizando investimentos de R$ 280 milhões na construção de um aeroporto comercial privado.

De acordo com estatísticas disponibilizadas pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), o aeroporto Professor Urbano Ernesto Stumpf, em São José, contabilizou entre janeiro e junho 454 aeronaves a menos, deixou de receber 51.448 passageiros e reduziu em 620 toneladas a quantidade de carga aérea transportadas.


Por meio de nota, a Infraero alega que “oscilações na movimentação de aeronaves e passageiros no aeroporto são geralmente decorrentes de variações sazonais e/ou outras circunstâncias na demanda junto às companhias aéreas”.


Em fase final de obras que consumiram R$ 16, 6 milhões por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o aeroporto está na mira da SAC (Secretaria de Aviação Civil) e pode receber novos investimentos, desta vez dentro do Programa de Aviação Regional do governo federal. De acordo com a SAC, na RMVale, estudos técnicos sobre a infraestrutura dos aeroportos de São José e de Guaratinguetá já foram realizados e estão em fase de análise.

Caçapava. Nas contas do empresário Rogério Penido, as obras no complexo do Aerovale estão 80% prontas.

Segundo ele, as operações no local, que estavam previstas para maio, foram adiadas para o final do ano em função de modificações no projeto.


A pista, por exemplo, teve sua estrutura de pavimentação reforçada e terá capacidade para suportar grandes cargueiros, como o A-300 da Airbus e o futuro KC-390 da Embraer. “Começamos a pavimentação da pista. Tudo deve ficar pronto em dezembro. Aumentamos o terminal de passageiros, já compramos um caminhão de bombeiros. Inclusive faz parte desse investimento maior a operação do aeroporto por instrumentos. Também vai ter torre (de controle)”, afirmou Penido.


Penido também espera iniciar até o final do mês as operações com dois helicópteros modelo Esquilo.
Para o empresário, o futuro do Aerovale está ligado ao transporte de cargas leves “A carga leve vai ser muito próspera. A carga pesada não. A Infraero montou uma estrutura muito grande em São José e não dá conta. O Vale não tem volume para tráfego pesado. A gente acredita muito no movimento de cargas de alto valor agregado, como peças de informática, cargas

Aeroporto São José
Aeronaves
2014 - 7.497
2013 - 7.951

Passageiros
2014 - 44.618
2013 - 96.066

Cargas Aéreas
2014 - 534 toneladas
2013 - 1.154 toneladas

Situação atual
Concluída nova sala de embarque e desembarque de aproximadamente 1,2 mil m², um novo saguão de embarque e novos balcões de check-in

Investimento
R$ 16,68 milhões

Conclusão
A previsão inicial era em julho, mas foi adiada para agosto


Estímulos devem melhorar o setor
O secretário de Desenvolvimento Econômico de São José, Sebastião Cavali, está otimista quanto aos estímulos à aviação regional. "Com a aprovação do incentivo federal à aviação regional formalizado pela MP 652/14, os parâmetros de lucratividade da operação das companhias aéreas em aeroportos regionais como o de São José irão melhorar.”

Custo operacional precisa ser menor
Para o empresário e especialista em logística, Osmar Cordeiro, a Infraero deve ser mais competitiva para atrair voos ao aeroporto de São José. “Para crescer com a aviação regional, é preciso custo operacional mais baixo. Guarulhos e Viracopos têm uma estrutura consolidada. Estamos a 70 km de Guarulhos. Para atrair empresas, tem que ter viés financeiro.”

Operação assistida completa 20 dias
A operação assistida das novas instalações do aeroporto de São José foi iniciada no dia 10 de junho, com uma nova sala de embarque e desembarque, um novo saguão e novos balcões de check-in. “Essas novas áreas já estão proporcionando muito mais conforto aos passageiros e usuários e rapidez no atendimento”, informou a Infraero.

fonte/foto/OVale

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA