terça-feira, 24 de junho de 2014

AIRBUS A310 SOFRE ATAQUE DE METRALHADORA NO PAQUISTÃO, UM MORTO


Estão suspensas todas as operações no Aeroporto Bacha Khan, em Peshawar, no Paquistão, após um ataque a um avião Airbus A310, em que morreu uma passageira e ficaram outras três pessoas feridas. O ataque foi orientado por homens armados de fora do aeroporto e ocorreu pelas 15h35 locais.

O Airbus A310-300, da Pakistan International, registro AP-BGN, realizando o voo PK-756, tinha acabado de aterrar e era procedente de Riade, na Arábia Saudita. A polícia disse que se tratou de um ataque terrorista e que cerca de uma dúzia de balas perfuraram o avião, a bordo do qual viajavam 176 passageiros e mais 12 tripulantes. Os números estão sujeitos a confirmação.

As primeiras informações são um pouco confusas, mas fontes da companhia aérea disseram aos jornalistas e estações de televisão que à volta do aeroporto estão posicionados muitos terroristas. Estas instalações são também muito utilizadas por aviões da Força Aérea Paquistanesa.

As últimas notícias que chegam indicam que uma comissária de bordo, Ijaz Shah, tem três balas alojadas no corpo e está neste momento a ser operada num hospital de Peshawar. O comandante teria sido atingido de raspão por uma das balas e uma criança de nove anos também é reportada como estando entre a vida e a morte. Um dos motores do avião foi atingido pelo fogo das metralhadoras e se incendiado, incêndio que foi prontamente apagado pelos bombeiros do aeroporto.

Testemunhas no aeroporto disseram que o avião começou a ser metralhado com armas do tipo AK-47 cerca de dois minutos antes de pousar, a cerca de 300 metros de altitude. Responsáveis pela companhia, não obstante o momento de pânico que se viveu, destacaram o grande sangue frio da tripulação que conseguiu aterrar a aeronave em segurança, e numa ocasião em que, supostamente, o comandante estava ferido.

fonte/NewsAvia

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...