ÁREA DE BUSCAS AO AVIÃO DA MALAYSIA AIRLINES É MUITA PROFUNDA

  

A área de buscas pelo avião desaparecido da Malaysia Airlines é muito profunda para o submarino empregado na operação, disseram nesta terça-feira as autoridades que coordenam o trabalho. O veículo submarino autônomo, chamado de Bluefin-21, foi trazido de volta para a superfície depois de percorrer menos da metade de sua primeira missão. 

O Bluefin 21 foi colocado no Oceano Índico nessa segunda-feira para começar a vasculhar o fundo do mar em busca de vestígios do voo MH370, depois do fracasso em detectar sinais das caixas-pretas da aeronave.
Apesar disso, depois de apenas seis horas de missão, das 16 planejadas, o submarino não tripulado excedeu o limite de profundidade máxima, de 4,5 mil metros, e então foi levado para a superfície, de acordo com um comunicado do Centro de Coordenação de Agências Conjuntas da Austrália.
Os dados coletados pelo Bluefin 21 na segunda-feira foram analisados, mas nada de interessante foi encontrado, de acordo com a Marinha americana. As autoridades esperam enviar o submarino novamente para procurar o avião, se as condições meteorológicas permitirem.
A equipe que coordena a operação sabia que os destroços do voo MH370 provavelmente estariam localizados perto da capacidade máxima do submarino. Uma submersão mais profunda foi considerada, mas ainda não foi possível encontrar meios para isso.

fonte/AP/Terra/foto/Australia's Department of Defense

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas