Pular para o conteúdo principal

SERGE DASSAULT, QUARTO HOMEM MAIS RICO DA FRANÇA FOI PRESO

Não é só no Brasil....compra de votos...


A polícia francesa deteve hoje o bilionário Serge Dassault, 88 anos, para o questionar sobre uma alegada compra de votos quando foi autarca entre 1995 e 2009.

Dassault, accionista do fabricante de jactos como o Rafale (Dassault Aviation), foi autarca da cidade Corbeil-Essonnes, nos arredores de Paris.

A imunidade parlamentar do senador do partido centro-direita (UMP), de Nicolas Sarkozy e Jacques Chirac, foi retirada na semana passada a pedido do próprio, segundo o Le Monde, para se poder defender em tribunal das acusações. As eleições de 2008 foram anuladas pelo Conselho de Estado depois de os investigadores concluírem que existiam evidências de compra de votos.

Nas últimas semanas, o aliado de Dassault e sucessor na autarquia, Jean-Pierre Bechter, entrou também como arguido no caso, assim como dois assistentes Cristela de Oliveira e Younes Bounouara.

Cristela Oliveira é suspeita de ter atribuído casas da autarquia a famílias que prometeram votar em Dassault e, depois, em Bechter. A troca de ‘presentes' por votos incluía ainda o pagamento de carta de condução e tinha como alvos preferidos os mais desfavorecidos das comunidades de imigrantes.
A justiça está a analisar as ligações do caso a transferências milionárias realizadas entre o Líbano e França nesse período.

Segundo a Forbes, Dassault é o quarto homem mais rico de França com uma fortuna estimada em 13 mil milhões de euros. Em 1998, o senador recebeu uma sentença de prisão de dois anos, de pena suspensa, no caso Agusta - suborno a membros do partido socialista da Bélgica para vencer um contrato de fornecimento de helicópteros militares.

fonte/Sapo.pt
Enhanced by Zemanta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA