Pular para o conteúdo principal

AVIÃO QUE CAIU EM MATO GROSSO E MATOU PILOTO CARBONIZADO HAVIA SIDO FURTADO

Avião que caiu nesta segunda-feira na região Noroeste de Mato Grosso

 O avião monomotor prefixo PR-GTB, modelo 210-1, que caiu hoje de manhã na zona rural de Cotriguaçu (950 km a Noroeste de Cuiabá) havia sido furtado durante a madrugada, ede uma empresa de taxi aéreo em Ourilândia do Norte, no Sul do Pará.
“A aeronave foi furtada por volta das 3h30 e caiu às 5h50”, disse, ao Olhar Direto, o investigador João Cícero, da Delegacia da Polícia Civil de Cotriguaçú.

Diferente do que fora carbonizado pelo Comando Regional VIII, apenas o piloto, identificado como “Toninho”, morreu carbonizado. O passageiro foi identificado como Raimundo José de Oliveira, de 32 anos, socorrido em estado grave, levado até um hospital de Juína e transferido para Cuiabá.

“Inclusive esse Raimundo tem um mandado de prisão em aberto por furto. Ele sofreu queimaduras graves e precisou ser levado para a capital”, informou o investigador da PJC.


Chovia muito na região desde as primeiras horas do dia e moradores da comunidade Nova Esperança – a cerca de 70 quilômetros da sede de Cotriguaçu – ligaram no telefone 190 informando a queda de uma aeronave. Viaturas das polícias Civil e Militar foram até o local informado e constataram que o piloto morreu carbonizado.

É a segunda queda de avião com mortes em menos de uma semana em Mato Grosso. Na última quarta-feira (19), um avião monomotor caiu entre Barra do Bugres e Alto Paraguai, vitimando o empresário e ex-vice-prefeito de Nova Olímpia, Luiz Roberto Gonçalves, de 55 anos, e o piloto Edevaldo Martins Ferreira.

Outra ocorrência com aeronave é o desaparecimento de um avião Cirrus, pilotado pelo empresário Daniel Martins Alves, de 55 anos. Ele decolou, também na quarta-feira, de Novo Progresso (PA) com pouso previsto em Rondonópolis. No entanto, o avião sumiu e a família não tem mais notícias de Daniel – que é dono de um hospital em Telêmaco Borba (PR). A Força Aérea Brasileira (FAB) fez buscas em Mato Grosso e no Sul do Pará, mas não localizou o avião.

fonte/foto/OlharDireto/Alexandre Alves

Dados da aeronave/Via RAB

MATRÍCULA: PRGTB
 
 
Proprietário:
WELLS FARGO BANK NORTHWEST NAT.ASSOC
CPF/CGC:

Operador:
VRG LINHAS AEREAS S.A
CPF/CGC:
07575651000159
 
Fabricante:
BOEING COMPANY
Modelo:
737-8EH
Número de Série:
34475
Tipo ICAO :
B738
Tipo de Habilitação para Pilotos:
B739
Classe da Aeronave:
POUSO CONVECIONAL 2 MOTORES JATO/TURBOFAN
Peso Máximo de Decolagem:
79000 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
184


Categoria de Registro:
PRIVADA SERV.TRANSP.AEREO PUBLICO REGULAR
Número dos Certificados (CM - CA):
16996
Situação no RAB:
LEI Nº 7565/86 - ARTS.80 e 111, INCISO I
Data da Compra/Transferência:
170407


Data de Validade do CA:
18/08/21
Data de Validade do RCA:
25/05/15
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 25/02/2014 12:12:48

Enhanced by Zemanta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA