sábado, 14 de dezembro de 2013

EMBRAER SE BENEFICIA DE CENÁRIO POSITIVO NOS EUA

Jato E190, principal aposta da Embraer no segmento da aviação comercial _ Foto: Divulgação Jato E190, principal aposta da Embraer no segmento da aviação comercial _ Foto: Divulgação


Pelo menos três fatores contribuiram para a Embraer voltar a fechar contratos com companhias aéreas norte-americanas para o segmento de aeronaves comerciais regionais de 70 a 80 lugares.

A recuperação da economia dos Estados Unidos, com aumento [/TXT]da demanda pelo transporte aéreo, necessidade da renovação de frota das aéreas e o acordo fechado pelas empresas com o Sindicato dos Local dos Aeronautas .

É a avaliação de especialistas em aviação comercial.

Dos três fatores, o acordo trabalhista com o sindicato dos aeronautas tem peso significativo. Havia disputa entre o sindicato e as áreas com relação ao número da tripulação para operação das aeronaves com mais de 50 lugares.

Vencida esta barreira, as aéreas começaram a planejar a renovação de frota.

Nicho.
Este ano, a Embraer fez importantes vendas do jato E175 no mercado dos Estados Unidos. Anteontem, a empresa divulgou a venda firme de 60 jatos desse modelo para a American Airlines, contrato no valor de US$ 2,5 bilhões.

A aérea também tem a opção de compra de mais 90 aeronaves 175. Se exercidas, eleva o contrato para cerca de US$ 6,25 bilhões.

Anteriormente, a empresa brasileira havia anunciado contratos com aéreas dos Estados Unidos no total de 117 unidades. Os acordos fechados foram com as companhias Republic Airways, United Airlines e SkyWest.

Renovação.
Marcos Barbieri, economista e professor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), diz que os contratos anunciados pela Embraer nos Estados Unidos reforça a sua presença em um mercado competitivo.

“A permanência da Embraer nesse mercado é importante e reforça a sua presença em um nicho de demanda que estava um pouco desaquecido”, disse o especialista.
Ele ponderou que as condições favoráveis para as companhias renovarem suas frotas ajudou nas vendas.

“As aéreas estão em busca de aviões mais econômicos, mais modernos, para terem maior ganho”, frisou.

Estratégia.
Para Barbieri, a estratégia da Embraer de manter uma família de jatos para atender vários nichos de mercado foi acertada.

“A empresa tem um portfólio que atende as necessidades de vários nichos de mercado. Foi uma decisão acertada em relação aos concorrentes”, destacou o economista.

No contrato anunciado ontem, as primeiras entregas para a American Airlines começa em 2015.  A empresa ajustará a produção para atender os contratos firmados este ano.

SAIBA MAIS
 Nicho
Embraer consolida presença no nicho da aviação comercial de aeronaves de 70 a 80 lugares com vendas efetivadas ao longo deste ano

EUA
O mercado dos Estados Unidos continua sendo o principal em todo mundo

Renovação
As aéreas dos Estados Unidos estão em processo de renovação da frota de jatos comerciais regionais

Potencial
Esse mercado tem potencial de mais de 500 aeronaves

fonte/OVale

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...