Pular para o conteúdo principal

SINDICATO TENTA NOVO PROTESTO POR AUMENTO REAL NA EMBRAER

O objetivo é pressionar a empresa a negociar diretamente com o sindicato a revisão do aumento salarial já concedido pela companhia, que ficou abaixo do reivindicado.

A Embraer já concedeu 6,07% de aumento, corresponde ao INPC do período, a partir de setembro, enquanto aguardava as negociações sobre aumento que ocorreu no âmbito da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Sem um acordo, as negociações foram finalizadas, segundo a direção do sindicato.

Agora, eventual reabertura das conversações deve ser diretamente entre as partes.

Segundo o sindicato, a empresa ofereceu mais 0,5%, além do INPC, mas a oferta foi recusada pela entidade.
“Até o momento, a Embraer não fez nenhuma sinalização”, disse ontem o vice-presidente do sindicato, Herbert Claros.

Segundo ele, a alternativa agora é mobilizar os trabalhadores para pressionar a empresa. “Vamos mobilizar a categoria nos próximos dias”, disse.

Há cerca de 15 dias, o sindicato conseguiu atrasar a entrada do primeiro turno em cerca de quatro horas.

Na avaliação dos sindicalistas, seria importante fechar acordo com a indústria, porque a Embraer lidera as empresas do setor aeronáutico.

Na campanha deste ano, a reivindicação base do sindicato é aumento de 13,5%.

Nos demais segmentos que negociou, a entidade conseguiu fechar acordos salariais com índices que variam de 8% a 10%. “A Embraer é a que menos ofereceu até agora”, disse o vice-presidente sindical.

A empresa não tem se manifestado a respeito.

Jornada.
Acontece amanhã, na Câmara, a pedido do sindicato, audiência, a partir das 18h, para debater proposta da entidade de redução da jornada de trabalho na empresa.
O sindicato reivindica redução de 43 para 40 horas semanais a jornada na Embraer.


fonte/OVale

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…