EUA FECHAM ESPAÇO AÉREO PARA NICOLÁS MADURO, DIZ CHAMCELER DA VENEZUELA

O chanceler da Venezuela, Elías Jaua, anunciou nesta quinta-feira (19) que os Estados Unidos fecharam o espaço aéreo para o avião do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, durante a viagem que Maduro fará neste fim de semana à China, decisão que o diplomata chamou de "agressão".

"Recebemos a informação das autoridades americanas de que negaram a passagem pelo espaço aéreo americano no Atlântico" durante a viagem de Maduro à China, disse o chanceler à imprensa, acrescentando que a Venezuela espera que os Estados Unidos "retifiquem" a decisão.

"Denunciamos isto como mais uma agressão do imperialismo americano contra o governo (...). Ninguém pode negar o sobrevoo a um avião que transporta um presidente da República em uma viagem de Estado internacional. Não há argumento válido para evitar este sobrevoo", acrescentou Jaua.

O chanceler, que viajará a Pequim com Maduro, indicou que o governo venezuelano espera "que as autoridades americanas retifiquem o erro que seus subalternos estão cometendo. Ainda achamos que tenha sido um erro de seus subalternos".

Jaua indicou também que o presidente realizará a viagem na data prevista e que o governo busca "outras opções de voo".

Venezuela e Estados Unidos mantêm relações conflituosas desde o governo do presidente
falecido Hugo Chávez (1999-2013) e não têm embaixadores nos respectivos países desde 2010.

fonte/UOL

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas