segunda-feira, 27 de maio de 2013

AS PERPECTIVAS DO MIG-29 NA ÍNDIA


As perspectivas do MiG-29 na Índia

MiG-29K 
 MiG-29K

Se realizou recentemente a cerimônia oficial de entrada ao serviço da aviação naval da Índia da sua 303 esquadrilha equipada com caças russos MiG-29K. Isso significa que a marinha indiana obtém uma capacidade radicalmente diferente de demonstrar o seu poderio longe da sua costa, a qual nenhuma marinha de outro país asiático ainda possui.

O MiG-29K é uma versão completamente modernizada do caça MiG-29. Ele tem uma baixa visibilidade a radares, um alcance acrescido e um radar poderoso. Uma especificidade importante do MiG-29K é o fato de ele além de poder ser reabastecido no ar, poder funcionar como reabastecedor se tiver o equipamento de abastecimento instalado. O alcance máximo desse avião, com tanques de combustível suplementares, é de 3.000 km, e é de 5.500 km com um reabastecimento.

Ao abrigo do primeiro contrato de compra de aviões MiG-29K e MiG-29KUB (a sua versão de dois lugares), assinado em 2004, a Índia recebeu 12 aviões (cuja entrega foi concluída em 2011). Em 2010 foi assinado um contrato para o fornecimento de mais 29 aparelhos no valor de 1,5 bilhões de dólares.

Segundo as declarações dos dirigentes militares indianos e o trabalho dos investigadores militares indianos, a marinha indiana tem como objetivo o aumento das suas capacidades de projeção de força na bacia do Oceano Índico e, no futuro, em regiões mais longínquas. Com a aquisição à Rússia do seu novo porta-aviões e com a entrada ao serviço da esquadrilha embarcada, composta por aviões modernos, foi dado um passo importante nessa direção.

O MiG-29K tem capacidades muito superiores às do Su-33 que serviu de base ao avião chinês J-15. O MiG-29K tem também dimensões inferiores, o que permite instalar no hangar do porta-aviões uma quantidade maior desses aviões. A marinha russa realizou em 2012 uma encomenda de 24 aviões MiG-29K e MiG-29KUB que irão constituir o esquadrão renovado do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov.

A alteração do projeto MiG-29, realizada no âmbito do contrato com a marinha indiana, teve um resultado adicional importante com o aparecimento de modificações terrestres desse avião, o MiG-29M e o MiG-29M2 (de dois lugares). Com base nestes dois, foi criado o projeto de modernização do MiG-29 conhecido como o MiG-29UPG. Em 2008, foi assinado um contrato com a Força Aérea Indiana para a modernização de 53 caças MiG-29 indianos, da versão 9-12B, para a versão MiG-29UPG. Nove MiG-29UB de treino e combate da versão 9-51 estão a ser transformados em MiG-29UB-UPG.

Os primeiros aviões foram entregues à FA indiana em 2012. A modernização, com o aproveitamento dos desenvolvimentos do projeto MiG-29K, resulta num grande aumento das capacidades de combate desse avião. Não é de excluir que no futuro a Índia queira comprar aviões MiG-29UPG novos.

Ao criar modificações radicalmente renovadas dos aviões MiG-29, a Rússia pretende promover a sua exportação para os países que antes usavam os aviões MiG-29 das versões anteriores. Nesse caso, os compradores terão a possibilidade de economizar recursos consideráveis na criação da infraestrutura de baseamento e no treino do pessoal técnico para esses aviões. Os novos MiG se destinam aos compradores dos países em desenvolvimento, menos ricos, que não se podem permitir os caças mais pesados e potentes da marca Sukhoi. Os concorrentes principais dos MiG-29 serão os aviões chineses J-10 e FC-1.

fonte/VozDaRussia

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...