Pular para o conteúdo principal

VIGILÂNCIA EM SAÚDE FECHA COZINHA DA BASE AÉREA DE SANTA CRUZ, RIO


Rio -  Militares da Base Aérea de Santa Cruz passaram aperto esta semana, quando chegou a faltar comida no refeitório de praças. Desde que a Secretaria de Vigilância em Saúde, órgão do Ministério da Saúde, visitou a base e determinou alterações nas instalações da cozinha, como vedação das portas, colocação de telas nas janelas e remanejamento dos forros do teto, havia o temor de faltar alimento e vontade interna de o almoço ser creditado dinheiro até o fim das obras na cozinha da base.

“Teve sargento que deu de cara com a porta”, conta um praça. “A orientação foi procurar a cantina e pagar do próprio bolso”, acrescenta. Comenta-se internamente na base que a inspeção da Vigilância só não teria sido mais dura porque material da cozinha teria sido retirado e guardado no Hangar 5.

Procurada pela Coluna, a FAB informou que desde a inspeção da Vigilância, a Base de Santa Cruz conta com apoio da Central de Produção do Galeão para fornecer alimentos ao seu efetivo. “São cerca de 900 refeições diárias, calculadas de acordo com o número de militares que cumprem expediente a cada dia”, detalhou em nota.

A Força destacou ainda que a Central do Galeão conta com o sistema cook-chill — prepara refeições para consumo futuro com características, consistência e sabor idênticos aos preparados na hora. Aponta ainda que desde 8 de março, “o único imprevisto foi na quarta-feira. A refeição consistia em lombo, arroz, feijão e batata palha. No final do horário do almoço houve falta somente de feijão para alguns militares”.

Ainda segundo a nota oficial, “será dada maior atenção para evitar novas ocorrências semelhantes no futuro”.

fonte/ODia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA