Pular para o conteúdo principal

COMPANHIA ESCANDINAVA SERÁ A PRIMEIRA A RECEBER O E190-E2 DA EMBRAER

Embraer E190-E2 Foto: Divulgação / Embraer

A Embraer anunciou ontem que a Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, será a primeira companhia aérea do mundo a receber o novo avião E190-E2. Trata-se do primeiro integrante da segunda geração da família de E-Jets de aviões comerciais, os E-Jets E2, em desenvolvimento.

Como operadora de lançamento do modelo, a Widerøe receberá o primeiro avião no primeiro semestre de 2018, e vai configurar o E2 em classe única, com 114 assentos.

Contrato. A Widerøe tem um contrato com a Embraer para até 15 jatos da família E2, que consiste em três pedidos firmes para o E190-E2 e direitos de compra para outras 12 aeronaves da família E2.
O pedido tem um valor potencial de até US$ 873 milhões, a preço de lista, com todos os direitos de compra sendo exercidos. A carteira de pedidos dos E-Jets E2 alcança 275 pedidos firmes mais 415 cartas de intenção, opções e direitos de compra, totalizando 690. “O mercado estava ansioso para conhecer a identidade do operador de lançamento do E190-E2, e ficamos satisfeitos em terminar com o suspense nesta data. A Widerøe é a combinação perfeita”, disse, em nota, John Slattery, presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial.
“A companhia aérea tem um lugar especial em nossos corações. A Widerøe é uma pioneira comprovada em seu campo de atuação, tendo alcançado grande sucesso e se mantido ambiciosa, semelhante em muitos aspectos ao caminho trilhado pela Embraer”, completou. Segundo Slattery, o programa E2 segue cumprindo todas as especificações técnicas, dentro do prazo e do orçamento. 

fonte/foto/OVale

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA