Pular para o conteúdo principal

SAAB COMPRA MAIS 10% DAS AÇÕES DA AKAER

Futuro caça da FAB, Futuro caça da FAB, 'Gripen E' é apresentado na Suécia. Foto: Saab/Divulgação.

Parceira da Embraer no projeto do caça Gripen NG, a empresa sueca Saab adquiriu novas ações da brasileira Akaer, em São José dos Campos. Agora, os suecos detém 25% de participação companhia joseense.

A negociação foi concluída essa semana. As duas são parceiras desde 2008, quando a empresa brasileira foi contratada para desenvolver peças do caça Gripen, e a Saab já detinha 15% da Akaer desde 2012. Os valores não foram divulgados.

A Saab foi escolhida pelo governo federal para desenvolver, em conjunto com a Embraer, o novo modelo de caças que serão usadas pela FAB (Força Aérea Brasileira). O contrato é de US$ 5,4 bilhões, e prevê a entrega de 36 aviões entre 2019 e 2024.

“Nossa parceria com a Akaer é de longo prazo e, por meio do intercâmbio de conhecimento, queremos ampliar nossa cooperação. A parceria traz benefícios mútuos e nos permite dar mais um passo no programa de transferência de tecnologia e no desenvolvimento da indústria de defesa brasileira”, disse Ulf Nilsson, chefe da área de negócios de Aeronáutica na Saab.

Parceria. Além da produção dos caças, a parceria entre a Embraer e Saab instituiu também um programa de transferência de tecnologia entre Brasil e Suécia.  Em novembro, as duas empresas inauguraram o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen, na unidade da empresa joseense que fica na cidade de Gavião Peixoto, na região de São Carlos.

Negociação. De acordo com a Akaer, o investimento da Saab vai permitir que a divisão de Espaço e Defesa da empresa Opto Eletrônica S.A. seja incorporada.
"O investimento faz parte da nossa estratégia de crescimento e diversificação, e está alinhado com os interesses de defesa nacionais”, disse Cesar Augusto T. Andrade e Silva, presidente e CEO da joseense Akaer.

fonte/foto/OVale

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA