EMBRAER 190 VAI SER TESTADO NA ILHA DE SANTA HELENA

Um avião Embraer 190 vai pousar no novo aeroporto da ilha de Santa Helena, uma possessão britânica no Atlântico Sul, nesta terça-feira, dia 29 de novembro, confirmaram fontes governamentais regionais.
A aeronave procede do Aeroporto Internacional do Recife, no Estado de Pernambuco, Brasil, e transporta a bordo apenas três tripulantes. O Embraer 190 ficará na ilha até à quinta-feira, dia 1 de dezembro.
Há poucos dados acerca desta visita, mas uma nota do Governo de Santa Helena, distribuída na semana passada, convidou a população a observar a evolução da aeronave, que durante dois dias estará na ilha para fazer diversos voos de testes, o que, naturalmente, será um acontecimento na pacata ilha que tem cerca de cinco mil habitantes.
As obras do aeroporto de Santa Helena terminaram no início do ano e custaram mais de 250 milhões de libras esterlinas (cerca de 360 milhões de dólares) à Coroa Britânica. Foi feito um voo inaugural com um Boeing 737-800 da companhia sul-africana Comair, ao serviço da British Airways, mas os resultados não foram os melhores, já que o aeroporto, construído no alto de um rochedo, é afetado por frequentes ventos cruzados que dificultam a operação e colocam algumas dificuldades à operação.
O fenómeno começou a ser estudado com maior profundidade. Da parte de alguns responsáveis técnicos e pilotos, o B737-800 não será o melhor avião para ser utilizado nas próximas carreiras regulares para a ilha, e as companhias interessadas em escalar a ilha – a British Airways e a recém constituída companhia regional Atlantic Star Airlines – deverão optar por aeronaves de menor lotação que serão tripuladas por pilotos que serão submetidos a treino específico para poderem contornar as situações que, eventualmente, encontrarão sobre a pista de Santa Helena.
No passado dia 21 de outubro a Atlantic Star Airlines, em cooperação com uma empresa de leasing de aviões promoveu o pouso na ilha de um avião Avro RJ100, um jato regional de quatro motores a jato. O avião ia da Europa para o Chile e fez uma escala da ilha, levando a bordo 13 pessoas. Era pilotado pelo comandante Hjalgrim Magnussen e pelo piloto Christian Petersen, ambos da Ilhas Faroé, na Dinamarca, com grande experiência em aeroportos de ilhas e com iguais problemas de vento, tal como os que se registam em Santa Helena. Os testes foram animadores e deram alguma razão a quem defende um tipo de avião mais pequeno e com boa força de motores.
O Governo de Santa Helena no comunicado distribuído na semana passada adianta que os jatos regionais Embraer 190 são apontados como uma das possíveis soluções para o tráfego regular de passageiros no aeroporto da ilha.
fonte/NewsAvia

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas