quarta-feira, 7 de setembro de 2016

ACIDENTE COM PIPER SENECA NA MACEDÔNIA

Acid PiperSeneca G-LLW_06set2016 900px

A queda de um avião ligeiro bimotor Piper PA-34-200T Seneca, com matrícula alemã (D-GLLW), ao fim da tarde desta terça-feira, dia 6 de setembro, perto de Skopje, capital da República da Macedónia, provocou a morte dos seis ocupantes do aparelho, quatro italianos e dois kosovares.
O acidente ter-se registado pelas 17h40 locais quando a aeronave, proveniente do Aeroporto de Treviso, no norte de Itália, e com destino a Pristina, capital do Kosovo, se preparava para descer em Skopje, numa escala para reabastecimento de combustível.

O piloto já tinha solicitado autorização para pousar na capital da Macedónia, que lhe foi concedida. No percurso de aproximação ao aeroporto, por razões desconhecidas, embateu numa montanha, na zona de Veles, a cerca de 10 quilometros do destino. Morreram todos os seis ocupantes. O avião terá explodido e ardido parcialmente, segundo relato dos socorristas. As autoridades aeroportuárias esclareceram que não foi reportada qualquer avaria ou anormalidade à torre de controlo, para quem a descida do bimotor estava a decorrer de forma normal. No entanto, observaram que na hora do acidente havia mau tempo, vento forte e visibilidade fraca.

A imprensa italiana online refere que o avião era pilotado pelo presidente do Aeroclube de Treviso, Francesco Montagner. No avião seguia também o vice-presidente do clube. O grupo deslocava-se a Pristina em viagem de negócios.

O avião acidentado tinha registro alemão, mas pertencia a uma sociedade italiana que o tinha cedido desde há vários meses ao Aeroclube de Treviso. Era utilizado em viagens privadas, pilotado normalmente por associados do clube italiano.

fonte/foto/NewsAvia

  • Na imagem vemos o Piper Seneca que estava ao serviço do Aeroclube de Treviso e que caiu na Macedónia. Foto © Davide Perniceei/Jetphotos.net

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...