FORTALECIDA EM JATOS EXECUTIVOS, EMBRAER QUER SER REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA E DESIGN NOS EUA


Space Coast, Melbourne, Flórida, Estados Unidos. É nesse endereço que a Embraer prepara mais um salto para o futuro para se tornar referência em engenharia, interiores de jatos executivos e assentos de primeira classe.
A unidade instalada em território norte-americano aponta para uma Embraer que vai muito além dos aviões --principal negócio da empresa.
Para isso, a Embraer alia engenharia, tecnologia e design. Assim como foi pioneira no passado em parcerias com a BMW e a Porsche, a Embraer inova agora absorvendo tecnologia espacial na Nasa, a famosa agência espacial dos EUA.

Nasa
Dos cerca de 600 profissionais da unidade da Flórida, cerca de 70 são engenheiros ou técnicos que vieram da Nasa e compartilham conhecimentos e experiências com as equipes brasileiras. Melbourne está ao lado do Cabo Canaveral, uma das bases da Nasa.
A ofensiva capacita ainda mais a Embraer para a produção de seus aviões, mas principalmente abre portas para mercados futuros como fornecedora para vários outros setores, como aeroespacial, defesa e naval, por exemplo.
Um dos projetos pioneiros do centro de engenharia vem da betatecnologia, que funde elementos da realidade virtual, ambiente digital e real.
Nesse ambiente, é possível testar peças que sequer foram desenhadas. "Estamos validando a tecnologia de ponta de forma mais rápida, eficiente e segura", afirmou Paulo Pires, gerente do Centro de Engenharia e Tecnologia da Embraer na Flórida.
Em Melbourne, a Embraer quer ser referência em tecnologia e design de interiores de jatos executivos, cuja linha de montagem final foi transferida de São José para a Flórida.
Os jatos continuam produzidos no Brasil e são enviados de navio de Santos até Tampa.
As estratégias são ambiciosas. Em junho do ano passado, a Embraer adquiriu uma empresa da Califórnia de produção de assentos de luxo para aeronaves. As operações foram transferidas para Titusville, na Flórida, próximo a Melbourne. A operação foi considerada estratégica para que a Embraer fincasse o pé no seleto grupo de empresas que dominam o ciclo completo de design de interiores para jatos. 

Design.
Em Melbourne, o design também é um diferencial. Uma equipe de 11 profissionais especializados pode transformar jatos executivos em verdadeiras casas ou reproduzir ambientes de iates, com a 'cara' de seu dono. Um dos exemplos é o projeto batizado de Kyoto Airship, criado para o Lineage, o maior e mais luxuoso jato executivo da Embraer.
O avião tem teto solar, janelas grandes e mesas baixas, inspiradas no design japonês.
"Se as pessoas que vão usar o jato têm o hábito de sentar-se no chão para comer, por que deveríamos coloca-las em poltronas de couro?" pergunta Jay Beever, vice-presidente de design de interiores.
Para o cliente escolher sem pressa materiais e cores para seu jato, a Embraer criou um centro de atendimento, que leva a sério o conceito VIP.
Ali, os clientes têm suítes privativas disponíveis. Eles podem escolher entre mais de 3.000 opções de interiores, combinando carpete, tecidos, couro, madeira e metais.

fonte/foto/OVale/RobertoFantinel

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas