HELICÓPTERO USADO PELO GRUPAMENTO DA POLÍCIA MILITAR CAI EM MACEIÓ, ALAGOAS


Um helicóptero usado pelo Grupamento Aéreo da Polícia Militar caiu no bairro da Santa Lúcia, parte alta de Maceió. De acordo com as informações oficiais repassadas pela PM, a aeronave explodiu ao cair no solo. Quatro pessoas que estavam a bordo morreram.
Vídeos gravados por testemunhas que mostram os destroços da aeronave em chamas foram encaminhados ao AL TV 1ª edição. Nas imagens, é possível ver bastante fumaça e fogo, momentos depois da explosão (veja acima).

O acidente aconteceu próximo ao Aeroclube de Maceió. Ainda segundo informações da PM, a aeronave caiu sobre um veículo que estava estacionado na rua, mas não feriu ninguém no solo. O Corpo de Bombeiros foi acionado ao local e encaminhou diversas viaturas de resgate e de combate a incêndio.

Aeronave explodiu ao cair sobre um carro (Foto: Carolina Sanches/G1)Aeronave explodiu ao cair sobre um carro
(Foto: Carolina Sanches/G1)
As vítimas foram identificadas como capitão Assunção, major Milton Carnaúba e os soldados Melo e Moura, todos do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Segundo testemunhas, um dos militares ainda tentou sair da aeronave após o acidente, mas não conseguiu.

As residências no entorno do local onde aconteceu o acidente foram isoladas, devido ao risco. O governador Renan Filho (PMDB) e o secretário de estado da Segurança Pública, titular da pasta responsável pela aeronave, foram ao local.

"Tinham dois pilotos experientes [a bordo], dois tripulantes, todos militares. Estamos muito surpresos com o que aconteceu, mas vamos aguardar as investigações para determinar o que verdadeiramente aconteceu", afirmou o governador ao ressaltar que o Estado vai prestar total apoio às famílias das vítimas.

O coronel André, do setor de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros, afirmou que a aeronave, Falcão 02, estava em perfeitas condições e não tinha histórico de mau funcionamento. "Decolou do aeroporto e foi simplesmente fazer um patrulhamento. Dizer o que realmente aconteceu é muito preliminar", avaliou.

Ainda de acordo com o coronel, a aeronave era de 1992, mas estava em perfeitas condições. "O que importa são as condições da aeronave e as substituições das peças". Ele disse também que a perícia do acidente ficará a cargo da Aeronáutica.

Peritos fazem os primeiros levantamento no local (Foto: Jonathan Lins/G1)Peritos fazem os primeiros levantamento no local (Foto: Jonathan Lins/G1)
Militar lamenta cena encontrada no local do acidente (Foto: Carolina Sanches/G1)Militar lamenta cena encontrada no local do acidente (Foto: Carolina Sanches/G1)
fonte/foto/G1 

Dados da aeronave via RAB

MATRÍCULA: PPELA
 
 
Proprietário:
GOV.DO ESTADO DE ALAGOAS GAB.MILITAR
CPF/CGC:

Operador:
GOV.DO ESTADO DE ALAGOAS GAB.MILITAR
CPF/CGC:

 
Fabricante:
BELL HELICOPTER
Modelo:
206L-3
Número de Série:
51536
Tipo ICAO :
B06
Tipo de Habilitação para Pilotos:
BH06
Classe da Aeronave:
HELICOPTERO 1 MOTOR TURBOEIXO
Peso Máximo de Decolagem:
1882 - Kg
Número Máximo de Passageiros:
006


Categoria de Registro:
PUBLICA ADMINISTRACAO DIRETA ESTADUAL
Número dos Certificados (CM - CA):
13721
Situação no RAB:

Data da Compra/Transferência:
100309


Data de Validade do CA:
05/08/20
Data de Validade da IAM:
100816
Situação de Aeronavegabilidade:
Normal
Motivo(s):

Consulta realizada em: 23/09/2015 14:03:09

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas