ENCONTRADA CAUSA PROVÁVEL DO ACIDENTE DA AIR ALGERIE

Swiftair MD-83 EC-LTV_900

Os reguladores do setor da aviação deverão emitir novas recomendações na sequência das investigações do acidente com um avião da Air Algerie, no Mali, em Julho de 2014. O MD-83 perdeu o controlo depois de atingido por gelo, ao atravessar uma tempestade, estando o sistema de degelo desligado. De acordo com a agência francesa de investigação de acidentes na aviação, o Bureau d’Enquêtes et Analyses (BEA), que está ajudar o Mali a investigar este acidente, o MD-83 aparenta ter entrado em dificuldades depois dos sensores que medem a pressão na entrada dos motores terem ficado bloqueados com gelo. Quando o avião entrou numa tempestade, o piloto automático pensou que a potência era demasiado elevada e reduziu os motores abaixo do nível necessário para manter a velocidade de cruzeiro àquela altitude, dando início a uma cadeia de eventos que o fez perder o controlo do aparelho.


Swiftair  acidente 2 - Photo AFP

O trabalho dos investigadores foi prejudicado pelo facto do cockpit voice recorder (VCR), a “caixa negra” que registra os sons e as vozes na cabine, ter ficado danificado. Passaram meses a reconstruir os parâmetros dos motores a partir do gravador de dados do MD-83 operado pela empresa espanhola Swiftair. A análise dos dados indicia que a tripulação não ativou o sistema de degelo que protege os sensores de entrada de ar dos motores. À medida que descia em direção ao solo, o avião rolou subitamente para a esquerda e caiu quase a pique, matando 116 pessoas. Segundo o BEA, a “caixa negra” dos dados não fornece qualquer informação sobre a tomada de medidas por parte da tripulação para recuperar a entrada em perda do avião, mas a investigação continua e um relatório final é esperado em Dezembro.

fonte/foto/NewsAvia

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas