quinta-feira, 17 de julho de 2014

FAMILIARES PRESTAM HOMENAGEM ÀS VÍTIMAS DO VOO JJ3054 EM PORTO ALEGRE


Familiares prestam homenagem às vítimas do voo JJ 3054 em Porto Alegre Mauro Vieira/Agencia RBS
Homenagem reuniu dezenas de pessoas no Largo da Vida, próximo ao Aeroporto Salgado Filho Foto: Mauro Vieira / Agencia RBS
Nesta quinta-feira, em Porto Alegre e em São Paulo, a Afavitam (Associação dos Familiares das Vítimas do Voo JJ 3054) prestou homenagem às vítimas da tragédia de Congonhas.

Há exatos sete anos, o voo JJ 3054 da TAM atravessava a pista do aeroporto de paulista e, sem conseguir frear, colidia com o prédio de cargas da própria empresa aérea. Entre ocupantes da aeronave e pessoas que estavam no solo, 199 morreram no desastre.

A Afavitam organizou duas manifestações paralelas para lembrar as pessoas que morreram no acidente. Em Porto Alegre, às 15h, e em São Paulo, às 16h, as famílias se reuniram nos aeroportos Salgado Filho e Congonhas para homenagear as vítimas.

— Fizemos a leitura de algumas poesias referentes à saudade. Foi um momento de reflexão, de oração e de pensamento voltado a eles (as vítimas) — relata Fernanda Vinholes Oliveira, 24 anos, que perdeu o pai no acidente.

O processo

Em 2014, o processo iniciado após o acidente em 2007 ainda corre. Denise Abreu, ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Alberto Fajerman, ex-vice-presidente de Operações da TAM e Marco Aurélio dos Santos de Miranda e Castro, ex-diretor de Segurança de Voo da TAM são os únicos acusados no caso. O inquérito está na fase de espera do pronunciamento da sentença pelo juiz titular da 8ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

Atualmente, o inquérito está na fase de espera do pronunciamento da sentença pelo Juiz Titular da 8ª Vara Criminal de São Paulo.

— Esperamos que o juiz dê a sentença o mais breve possível, e esperamos a condenação dos três, para que sirva de exemplo. Isso não pode acontecer novamente no nosso país — declarou Dario Scott, 51, que perdeu sua filha única no acidente.

fonte/ZerHora

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...