segunda-feira, 9 de junho de 2014

LINHAS COM CEROL TIRAM DO AR DOIS HELICÓPTEROS DA POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS



  
Além dos motociclistas, vítimas frequentes do cerol, helicópteros da Polícia Militar foram danificados por linhas cobertas com a perigosa mistura de vidro e cola. De acordo com o Comando de Patrulhamento Aéreo (Corpaer), duas das 11 aeronaves da corporação foram atingidas nos últimos 30 dias.

Conforme o major e piloto Silvano Pimenta, o dano aconteceu em pleno voo. "Os policiais não perceberam que a linha havia prejudicado o aparelho. Foi no procedimento de inspecionar o helicóptero antes e depois do atendimento às ocorrências que detectamos o problema. Sem falar que, nas operações, o militar trabalha com o corpo para fora, o que é um risco ainda maior à vida dele", alertou.

Uma espécie de eixo, que controla o movimento e direciona as pás rotativas, foi danificado nas duas aeronaves.

Para o helicóptero esquilo, modelo francês (AS 350 B3 ), coube substituição da peça. Já no modelo Jet Ranger, de fabricação americana, o eixo teve que ser substituído. O conserto vai custar cerca de R$ 15 mil, mais o prejuízo de duas aeronaves a menos a serviço da segurança da população mineira.

O uso do cerol é considerado crime no Estado de Minas Gerais, e geralmente tem como autores menores de idade. Nesses casos, os pais assumem a responsabilidade, sob pena de pagamento de multas.

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...