PASSAGEIROS DA AMERICAN AIRLINES SÃO IMPEDIDOS DE DESEMBARCAR EM PORTO ALEGRE


Passageiros do voo Miami-Porto Alegre da American Airlines, que desembarcariam no aeroporto Salgado Filho na manhã deste sábado, foram impedidos de descer do avião e tiveram de retornar a Curitiba.

De acordo com a assessoria de comunicação da Infraero, a aeronave que vinha dos Estados Unidos foi impedida de descer na capital paranaense, onde seria feito o registro do desembarque internacional, e continuou o voo direto até Porto Alegre. Uma vez em solo gaúcho, os passageiros não puderam descer por cerca de uma hora e, por volta das 10h40min, o avião decolou rumo a Curitiba, segundo a Infraero, para cumprir o rito legal no setor de Imigração, o que depois foi negado pela companhia.

De Curitiba, a arquiteta Luciana Anele, que pretendia desembarcar em Porto Alegre, falou a ZH e afirmou que o avião, que partiu de Miami na noite de sexta-feira, não pôde aterrissar originalmente no Paraná devido à neblina. No Salgado Filho, segundo Luciana, a companhia aérea informou aos passageiros que a Polícia Federal não tinha autorizado o desembarque. Depois da descida de parte dos passageiros em Curitiba, diz a arquiteta, o voo seguiria para Porto Alegre.

Ouvida pela reportagem, a assessoria de comunicação da American Airlines informou que o prosseguimento do voo até Porto Alegre foi um procedimento padrão, pois, já que o aeroporto de Curitiba estava fechado, o piloto deveria procurar o aeroporto livre mais próximo.

A assessoria disse desconhecer a versão de que a Polícia Federal vetou o desembarque em Porto Alegre e afirmou que os passageiros de Curitiba precisavam descer antes, entre outros motivos, por questões logísticas, já que a sua bagagem fica mais à frente no compartimento de carga. Além disso, informou a assessoria, o avião deveria, após o desembarque de  Porto Alegre, fazer um voo rumo a Miami com outros passageiros e não poderia parar em Curitiba.

fonte/ZeroHora

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas