"CONDIÇÕES INSEGURAS"ATRASAM E CANCELAM VOOS DA TAM EM BELÉM


O acúmulo de água sobre a pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Belém tem feito com que, nos últimos dias, diversos voos da TAM tenham sido atrasados e cancelados. No entanto, na contramão da explicação da empresa, os clientes prejudicados vêm protestando contra e causando tumulto em indignação com a situação. 

Segundo nota da TAM, a razão para as complicações no cumprimento da grade de voos é o "caso de acúmulo de lâminas d’água ou pista severamente molhada" em Belém, o que fez com que, desde a última quarta-feira, "alguns voos com origem ou destino nesse aeroporto (tenham sido) impactados". A nota acrescenta que a prioridade da empresa é garantir a segurança dos passageiros, razão pela qual novos voos poderão vir a ser cancelados ou alternados para outros aeroportos nos próximos dias.

Segundo mostrou o Jornal Nacional, passageiros da companhia protestaram na última sexta-feira em virtude dos atrasos e cancelamentos, muitos dos quais sem saber o que estava acontecendo. De acordo com a Infraero, não há distúrbios similares sendo verificados nas outras companhias em Belém. Ainda não foi divulgado o número total de atrasos e cancelamentos durante o período em questão.

Confira, abaixo, a nota da TAM sobre a situação de seus voos em Belém, atualizada na noite deste sábado:


"A TAM Linhas Aéreas informa que, após uma análise minuciosa das condições de decolagem e aterrissagem no Aeroporto Internacional de Belém, a companhia decidiu não operar no local em caso de acúmulo de lâminas d’água ou pista severamente molhada, já que sua prioridade é prestar um transporte seguro aos seus passageiros. Por isso, desde a última quarta-feira (8), alguns voos com origem ou destino nesse aeroporto foram impactados.

Caso a pista do aeroporto de Belém continue apresentando condições inseguras para pouso e decolagem, de acordo com os critérios de segurança da empresa, novos voos poderão ser cancelados ou alternados para outros aeroportos.  Importante que o clientes procurem informações junto à empresa antes do embarque do seu voo. 

Os passageiros impactados estão recebendo toda a assistência necessária. A empresa lamenta os transtornos causados aos clientes e esclarece que isentará da cobrança de taxa de remarcação ou diferença de tarifa, no prazo de 30 dias a partir da data do voo, os passageiros afetados.
A TAM reitera que a segurança de voo é um valor imprescindível e todas suas ações visam garantir uma operação segura."

fonte/Terra

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas