POR MÁ CONDIÇÃO DA PISTA, ANAC INTERDITA AEROPORTO DE ARAPONGAS


O Aeroporto de Arapongas, no norte do Paraná, foi interditado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Esta é a segunda interdição do aeroporto, que havia voltado a operar há 30 dias. De acordo com a Anac, decolagens e pousos devem ser suspensos porque a pista está em más condições e falta segurança. A Anac informou ainda que a interdição permanecerá até que a prefeitura comprove ter feito as correções necessárias.

O Aeroporto Municipal Alberto Bertili é uma das principais portas de entrada para o desenvolvimento econômico de Arapongas, que é considerada o polo moveleiro do estado. São cerca de 50 voos domésticos por mês. Nestor da Costa, de 79 anos, é um antigo aviador da cidade e ajudou a projetar o aeroporto, que foi homologado em 1982.

Nestor critica o posicionamento da Anac. “O pessoal não se lembra que aqui tem uma cidade com mais de 2.000 fábricas. Só as empresas de aviação aqui recebem de 30 a 40 aviões por semana para fazer manutenção. Isso tudo fica parado. A nossa cidade é uma cidade que é dinâmica e está com a porta de entrada fechada”, considerou.

A notícia pegou de surpresa o empresário Renato José Nicolau que tem uma oficina de aviões instalada no aeroporto. Segundo ele, desde que a ANAC determinou a interdição do aeroporto os clientes tem procurado outras oficinas. “A situação está ficando bem difícil porque nós não temos mais de onde tirar dinheiro para manter a estrutura. Se a pista não voltar a funcionar, dentro de um mês, acredito que nós vamos ter que parar as atividades aqui na empresa”, afirmou Nicolau.

O secretário de Obras de Arapongas, Pedro Paulo Bazana, que também é gerente do aeroporto, não quis conceder entrevista. Ele afirmou que apenas falará sobre o assunto depois que for notificado oficialmente pela Anac.

fonte/G1

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas