Pular para o conteúdo principal

CRISE MUNDIAL FAZ CARTEIRA DE PEDIDOS DA EMBRAER CAIR 18%

Português: A aeronave Embraer 190 em São José ...
 A aeronave Embraer 190 em São José dos Campos. (Photo credit: Wikipedia)
A Embraer, de São José dos Campos, entregou 205 jatos em 2012, praticamente o mesmo número do ano anterior (204), segundo balanço divulgado ontem pela fabricante.

Na contramão da estabilidade nas entregas, a companhia amargou uma queda de 18,3% em sua carteira de pedidos, o que reflete a dificuldade da empresa em fechar novas vendas. O backlog caiu de US$ 15,4 bilhões em 2011 para US$ 12,5 bilhões no ano passado.

Para o pesquisador de assuntos militares da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora), Expedito Bastos, a ‘vilã’ da história é a crise mundial, que afeta os Estados Unidos e a Europa, onde estão os principais clientes da Embraer.

“Acredito que o pessoal de fora não está comprando por causa da crise. Estão todos cortando custos e comprando menos aviões. Isso também deve estar acontecendo com outras companhias”, disse ele.

O que ‘salvou’ a empresa de uma queda ainda maior na carteira de pedidos firmes foi a encomenda de 20 E-jets (5 E-175 e 15 E-190) feita por um cliente não divulgado no quarto trimestre de 2012.

No período, a companhia aérea vendeu 23 jatos comerciais, contra 32 em 2011.
O valor de pedidos firmes a entregar também inclui contratos da Embraer Defesa e Segurança, como a execução da primeira fase do projeto Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras), no valor de R$ 839 milhões, com o Exército Brasileiro.

Números. Dos 205 jatos entregues,106 são comerciais e 99 executivos. A carteira de pedidos firmes terminou 2012 com 185 jatos a entregar e 1.093 pedidos. Em 2011, a Embraer fechou com 249 jatos encomendados e 1.941 opções.

De acordo com a empresa, os números estão dentro da meta estipulada para 2012, de 105 unidades comerciais e 90 na aviação executiva.

Aumento. Dos 99 jatos executivos entregues no ano passado, 22 são grandes, da família Legacy e Lineage. Os outros 77 são jatos leves.
Em 2011, foram entregues 16 jatos grandes e 83 leves.

“Em uma crise mundial severa, a Embraer conseguiu se manter estável porque procurou diversificar, indo para outros países como a China. O mercado da Embraer não é só o Brasil, e sim o mundo”, afirmou Marcos José Barbieri Ferreira, pesquisador da indústria aeronáutica e defesa e professor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

De acordo com a empresa, o jato com o maior número de entregas entre todos os fabricados hoje (451) foi o Embraer 190. Sendo que 50 foram para Hainan, na China, e JetBlue, nos Estados Unidos.

Receita. Hoje, a aviação comercial é responsável por 67% da receita global da Embraer. defesa e segurança tem 18% de participação e aviação executiva segue em terceiro lugar, com 14% da receita.


Por dentro


Total de entregas
-2012: 205
-2011: 204
-2010: 246
-2009: 244
-2008: 204

Aviação comercial
E-170: 1
E-175: 20
E-190: 62
E-195: 23
Total: 106
Total em 2011: 105

Aviação executiva
Jatos leves: 77
Jatos grandes: 22
Total: 99
Total em 2011: 99

Backlog
E-170: 10
E-175: 35
E-190: 109
E-195: 31

Quarto trimestre
Aviação comercial: 23
E-170: 1
E-175: 3
E-190: 10
E-195: 9
Mais 20 E-Jets (5 E-175 e 15 E-190) para um cliente ainda não divugado pela Embraer
Aviação executiva: 53
Jatos leves: 37
Jatos grandes: 16
Sendo 13 Phenom 100, 24 Phenom 300, 15 Legacy 650 e 1 Lineage 1000

Carteira de pedidos
2012: US$ 12,5 bilhões
2011: US$ 15,4 bilhões
Queda de 18,3%

Receita global embraer
Aviação comercial: 67%
Defesa e Segurança: 18%
Aviação executiva: 14%
Outros: 1%

Produto

E-Jet terá nova linha a partir de 2013
Para manter a liderança do mercado de aviões no mundo com 60 a 120 lugares, a Embraer vai anunciar em 2013uma nova linha da 'família' E-Jet. A escolha dos motores para a futura geração dos jatos comerciais E-Jets, com previsão de entrada no mercado em 2018, foram anunciados na semana passada. A empresa escolhida foi PurePower da Pratt & Whitney.


Encomendas

Aviação comercial tem maior carteira
Dos 185 pedidos firmes a entregar --número de encomendas feitas até 31 de dezembro de 2012--, 10 são E-170, 31 E-195, 35 E-175 e 109 E-190. Alguns clientes são Airnorth (Austrália), ETA Star Aviation (Índia), Republic Airlines (EUA), Air Canada (Canadá), Flybe (Reino Unido), Northwest (EUA), Replubic Airlines (EUA), Virgin Nigeria (Nigéria) e Azul (Brasil).


fonte/OVale
Enhanced by Zemanta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA