AERONÁUTICA DEIXA BUSCAS POR AVIÃO QUE DESAPARECEU NO SUL DA BAHIA


A participação da Aeronáutica nas buscas pela aeronave que desapareceu após levantar voo no sul da Bahia foi suspensa nesta quinta-feira (27), situação que será mantida até que surjam novos indícios da localização do bimotor, segundo o órgão. Ao todo, o helicóptero sobrevoou área de 456 km² e não encontrou o corpo da mulher de 61 anos, que era transportado de Ilhéus até Brasília, além do seu marido, de 58 anos.

O piloto do avião foi localizado morto na quarta-feira (26). A mulher se afogou em uma praia de Porto Seguro no sábado (22). A Capitania dos Portos inforna que o bimotor continua sendo procurado pelas duas lanchas da Marinha e pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo a Infraero, o piloto vestia uniforme e estava com a documentação quando foi achado, a 17 km da praia, ao norte de Ilhéus, próximo ao condomínio Joia do Atlântico. Ele foi identificado como Joás Cardoso Ribeiro, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Foram encontrados, ainda, destroços da aeronave, um pedaço da urna funerária em que era transportada o corpo da mulher, além de documentos de navegação do bimotor e uma bolsa.

"Recebemos uma ligação por volta das 00h30 de uma pessoa que se identificou como pescador dizendo que havia achado partes da aeronave. Deslocamos uma equipe para lá e verificamos que era verdade. Aguardamos agora a chegada da polícia e do DPT", disse a sargento Edileusa, que estava no plantão dos Bombeiros no momento do telefonema.

Investigação
A delegacia da cidade de Illhéus, na Bahia, confirmou no fim da manhã desta quinta-feira (27) que o dono da aeronave, Bruno de Sá Martins de Araújo, irá prestar depoimento na unidade policial. A previsão é que o proprietário do bimotor chegue à Bahia até a manhã desta sexta-feira (28). Além do proprietário da aeronave, um irmão e um cunhado do advogado de 57 anos que estava no avião acompanhando o corpo da esposa até Brasília.

fonte/G1/BA

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas