Pular para o conteúdo principal

ALITALIA PERTO DE FALIR...



A companhia aérea italiana Alitalia está outra vez à feira da falência e pode ser a próxima companhia nacional de bandeira a desaparecer. 

Ontem, foi dado mais um passo nesse sentido, depois de a grande maioria dos trabalhadores sindicalizados da Alitalia ter recusado os termos do plano de reestruturação proposto pela administração da empresa, que previa a redução dos salários em 30% e o despedimento de cerca de dois mil de um total de cerca de 12 mil trabalhadores da empresa. 

Na sequência deste revés, a administração da Alitalia marcou uma assembleia geral extraordinária da empresa para amanhã.

O Governo italiano também está envolvido no processo, mas são conhecidos os limites impostos por Bruxelas a ajudas estatais a companhias aéreas nacionais, como se provou no recente caso de privatização da TAP. 

Certo é que a Alitalia ainda não conseguiu apresentar qualquer lucro durante o presente século, apresentando uma situação financeira desastrosa, com dívidas gigantescas acumuladas, pressionada pela concorrência das outras companhias de bandeiras e pelas ‘low cost’. 

Segundo o ‘Financial Times’, a Alitalia precisa de uma injeção de cerca de 900 milhões de euros para sobreviver já nos próximos dias e do encaixe de mais dois mil milhões de euros para recuperar a estabilidade financeira no curto prazo. 

Outra incógnita será a posição da Etihad, companhia aérea do Abu Dhabi, que detém 49% da Alitalia. 

Os restantes acionistas são os bancos italianos Unicredit e Intesa SanPaolo, cada um com 15%, além da própria Alitalia e outros (em representação do Estado italiano).

fonte/foto/JornalEconomico/Sapo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA