Pular para o conteúdo principal

HELICÓPTERO MILITAR DA REP. DEMOC. DO CONGO DESAPARECE QUANDO IA SOCORRER OUTRO HELICÓPTERO ACIDENTADO

Dois helicópteros de combate Mil Mi-24 da Força Aérea do Congo terão caído na sexta-feira, dia 27 de janeiro, na localidade de Rutshure, na província de Nord-Kivu, República Democrática do Congo, admitem fonte militares no quartel-general de Goma, que controla as movimentações militares no norte do País . Um está confirmado, outro dado como desaparecido na floresta desde há 24 horas.

Segundo a agência noticiosa ‘Belga’ que cita informações da cadeia de rádio ‘Okapi’, são dois acidentes diferentes. O primeiro acidente provocou ferimentos nos cinco ocupantes do aparelho, três de nacionalidade russa e dois oficiais das Forças Armadas da República Democrática do Congo, tendo o aparelho ficado destruído. O segundo acidente verificou-se quando um outro helicóptero do mesmo modelo e também militar descolou para prestar socorro ao primeiro, estando desaparecido com os quatro militares que seguiam a bordo.

Passadas cerca de 24 horas não é conhecido o paradeiro do segundo aparelho. Quanto aos feridos do primeiro acidente apenas três se encontram hospitalizados.

Os dois helicópteros pertencem ao contingente militar estacionado nas regiões de Karisimbi e Mikeno, onde têm ocorrido combates com guerrilheiros do Movimento 23 de Março (M23) constituído por rebeldes tutsis. Segundo indicações da Rádio Okapi os dois aparelhos voavam à vista. Quando um perdeu o contato visual com o outro iniciou buscas na zona de floresta que sobrevoavam, tendo perdido a ligação rádio com a base, pelo que as chefias militares julgam que terá caído.

fonte/foto/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA