Pular para o conteúdo principal

SAMSUNG SUSPENDE VENDA DO GALAXY NOTE 7


A Samsung Eletronics vai suspender a produção do seu mais recente SMARFONE, o Galaxy Note 7, depois de vários utilizadores terem denunciado que os carregadores se incendiaram.
O gigante sul-coreano da eletrônica vai suspender provisoriamente as vendas em todo o mundo e irá oferecer, a quem teve problemas com o aparelho, a possibilidade de o substituir por outro modelo de forma temporária, explicou Koh Dong-jin, diretor da divisão de telemóveis da empresa, em conferência de imprensa.

O Galaxy Note 7 é um telemóvel topo de gama, com forma arredondada, resistente à água e com "scanner" de íris ocular, que está a ser comercializado mundialmente desde 19 de agosto.

"É possível que os utilizadores do Note 7 estejam preocupados. Se forem ao serviço técnico, temos um 'software' para comprovar se há problemas com o carregador", afirmou o diretor.

Após uma primeira investigação, a Samsung concluiu que os problemas nos Galaxy Note 7 "foram causados por baterias defeituosas".

O responsável adiantou ainda que durante a investigação foram detetadas 24 dessas baterias defeituosas num total de um milhão de carregadores.

Vários utilizadores denunciaram que, durante o carregamento, o aparelho incendiou-se, tendo mesmo filmado o sucedido para demonstrá-lo na internet.

A chamada à revisão, um caso sem precedentes desde que a Samsung começou a comercializar dispositivos inteligentes em 2010, poderá ser um duro golpe para a empresa sul-coreana, que recentemente recuperou no mercado, depois de ter perdido a gama alta dos smartfones nos últimos anos para a Apple.

fonte/fotoDivulgação/Jn.pt 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA