Pular para o conteúdo principal

QUEDA DE HELICÓPTERO EM ANGOLA

heli-d2-eys-tonymangueira-900px

Um helicóptero pertencente à empresa Heli Malongo caiu no mar na tarde desta segunda-feira, dia 26 de setembro, quando realizava um voo de transporte de trabalhadores entre a base de Malongo e a plataforma de Tômbwa-Landana, no mar de Cabinda, em Angola. Segundo noticia nesta terça-feira, dia 27, a imprensa angolana, todos os seis ocupantes morreram e já foram encontrados quatro corpos.

O jornal digital ‘Rede Angola’ refere que o piloto é um cidadão sul-africano, cujo corpo não foi ainda encontrado. O outro ocupante, um cidadão expatriado, também não foi encontrado. Os quatro corpos recolhidos pertencem a cidadãos angolanos que trabalhavam para uma empresa que presta serviço na plataforma.

Logo após a queda do aparelho, que desapareceu de forma abrupta dos radares de controlo aéreo, estiveram empenhadas nas operações de busca e resgate 19 embarcações e três helicópteros. As operações foram retomadas na manhã desta terça-feira, com vista à localização e recolha dos dois corpos ainda anão encontrados.

A ‘Rede Angola’ cita a Televisão Pública de Angola (TPA) refere que no local do acidente as condições atmosféricas eram desfavoráveis.

O helicóptero, um Bell 403, matrícula D2-EYS, pertencia à empresa angolana Heli Malongo, e estava ao serviço da Cabinda Gulf Oil Company, uma subsidiária da petrolífera norte-americana Chevron, concessionária de explorações petrolíferas na zona de Cabinda. Foi construído em 2007.
Entretanto a companhia para quem o helicóptero voava distribuiu um comunicado em que confirma o infeliz acontecimento e refere que continuam em curso as operações para resgate dos dois corpos, do piloto, e de um funcionário da companhia petrolífera.

fonte/NewsAvia/foto/ Tony Mangueira Fernandes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA