EMBRAER ABRE PDV APÓS PREJUÍZO DE R$ 337 MILHÕES


A Embraer anunciou ontem a abertura de um PDV (Plano de Desligamento Voluntário) em suas unidades no Brasil, onde trabalham 17 mil dos 19 mil funcionários da companhia.

Encerrando o segundo trimestre do ano com prejuízo de R$ 337,3 milhões, que fez a fabricante diminuir a projeção de entrega de aeronaves para 2016, a Embraer pretende economizar cerca de US$ 200 milhões com o programa e outras medidas de contenção.

Este é o mesmo valor da provisão de perdas de US$ 200 milhões, cerca de R$ 650 milhões, em razão de acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que investiga a Embraer sobre supostas violações às leis anticorrupção norte-americanas. O valor teria sido um dos motivos do resultado negativo no trimestre.

As regras do PDV e o pacote de benefícios, segundo a Embraer, serão negociados com os sindicatos de cada unidade. Em São José, a empresa tem reunião amanhã com o Sindicato dos Metalúrgicos.

Em nota, a companhia disse que diante do "cenário desafiador observado no mercado aeroespacial global" se faz necessário adotar medidas de redução de custos, especialmente o PDV.

"A Embraer acredita e trabalha pela superação desse momento. A companhia precisa assegurar sua perenidade e, para isso, necessita manter grande disciplina financeira, tomando ações imediatas", informou a companhia.

Os funcionários da unidades da empresa no Vale do Paraíba foram comunicados ontem sobre a adoção do PDV. A expectativa é que as regras do programa e o pacote de benefícios sejam definidos ainda em agosto.

fonte/OVale/foto/RobertoFantinel

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas