quarta-feira, 3 de agosto de 2016

ACIDENTE COM BOEING DA EMIRATES EM DUBAI

Emirates crash_03ago2016_03 1000px

Um avião Boeing 777-300 da Emirates, registro A6-EMW, que fazia o voo EK521 proveniente do Aeroporto Internacional de Travndram, na cidade de Thiruvananthapuram, capital do Estado de Kerala, na Índia, sofreu um acidente nesta quarta-feira, dia 3 de agosto, pelas 12h45 locais (08h45 UTC) no Aeroporto Internacional do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e pegou fogo.

Todos os 300 passageiros e tripulantes foram evacuados e não há notícia de desastres pessoais, confirmou a companhia. Saíram pelas mangas de evacuação de emergência no lado esquerdo do aparelho, fugindo ao fogo que entretanto deflagrara no outro lado. Nalgumas redes sociais há comentários de passageiros agradecidos à eficiência dos tripulantes que conseguiram libertar toda a gente de dentro da aeronave no tempo ideal. Nas mesmas fontes há comentários pouco abonatórios para com os serviços de socorro dos bombeiros que levaram vários minutos até iniciar o ataque ao incêndio.

Alguns vídeos mostrados nas redes sociais que documentam o momento do desastre mostram o motor da asa direita descolado e sobre a pista na ocasião em que o fogo começou a ser mais intenso (nossa imagem abaixo retirada de um vídeo colocado no Twitter), após uma explosão. O avião mostra-se ainda com a parte dianteira da fuselagem sobre a pista dando a ideia de que terá pousado sem o trem da frente. O aparelho imobilizou-se numa posição a 180 graus da direção em que pousou, rotação que executou de forma violenta quando chegou ao final da pista, por motivos desconhecidos, revelam ainda alguns dos comentários nas redes sociais. A Emirates e a autoridade nacional de aviação civil dos Emirados Árabes Unidos determinaram a constituição de uma comissão de inquérito que irá trabalhar no relatório acerca do acidente, sobre o apuramento das suas causas e consequências, assim como de eventuais recomendações que se julguem convenientes apresentar à companhia ou à entidade aeroportuária.

Emirates crash_03ago2016_04 600px

O movimento aéreo no aeroporto está suspenso e os bombeiros procedem ainda (12h00 UTC) a trabalhos de rescaldo do incêndio que se verificou a seguir e que consumiu completamente o aparelho. Trata-se da primeira perda total de uma aeronave na vida da empresa aérea do Dubai.
As companhias aéreas que  tinham voos para o Dubai suspenderam as partidas e os aviões que estavam em rota divergiram para outros aeroportos da área do Golfo Pérsico, nomeadamente para o segundo hub do Dubai, o Aeroporto Internacional Al Maktoum. Aguardam a reabertura do aeroporto, o que deverá acontecer ao final da tarde desta quarta-feira, segundo fontes aeroportuárias.

A companhia confirmou a ocorrência que afetou o avião de matrícula A6-EMW, entrado ao serviço da empresa em março de 2003, realçando que todos os 282 passageiros e 18 tripulantes se encontram a salvo. A Emirates disse na sua conta de Twitter que está a dispensar especial assistência aos ocupantes do avião sinistrado com as suas equipas profissionais na área do aeroporto. A companhia tinha comunicado anteriormente que a bordo seguiam 275 pessoas, número que foi corrigido para 300.

Estavam dois brasileiros a bordo do avião sinistrado

Também já foram reveladas as nacionalidades dos passageiros e tripulantes que estavam a bordo, realçando-se a presença de dois brasileiros, cujas funções a bordo ainda não são conhecidas.  Viajavam no voo EK521 pessoas com passaportes dos seguintes países: 226 da Índia; 24 do Reino Unido; 11 dos Emirados Árabes Unidos; 6 dos EUA; 6 da Arábia Saudita; 5 da Turquia; 4 da Irlanda; dois de cada um dos seguintes países: Alemanha, Áustria, Brasil, Malawi e Tailândia; e 1 da África do Sul, Bósnia e Herzegovina, Croácia, Egito, Líbano, Filipinas, Suíça e Tunísia.

Este é primeiro acidente importante, com perda total da aeronave, sofrido pela Emirates e o terceiro desastre relevante que ocorre na área do Aeroporto Internacional do Dubai. A 12 de março de 2007 um avião da Biman Bangladesh Airlines caiu durante a descolagem e ficaram feridos 14 ocupantes, provocando o encerramento do aeroporto por oito horas. A 3 de setembro de 2010 um avião de carga da UPS caiu após levantar voo no Dubai tendo morrido os dois pilotos.


fonte/foto/AvHerald/NewsAvia/AgIinternacionais

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...