Pular para o conteúdo principal

BALÕES COLOCAM O BRASIL NA LISTA NEGRA INTERNACIONAL

Aero GRU_SP_BR Aerialview 900px

O Brasil acaba de entrar para a lista de lugares “criticamente deficientes em termos de segurança” elaborada pela IFALPA (Associação Internacional das Federações de Pilotos da Aviação Civil). O anúncio dessa condição (também chamada de ‘Black Star’) foi feito em carta oficial da organização, enviada pelo seu presidente, o britânico Martin Chalk, ao ministro da Secretaria de Aviação Civil, Guilherme Ramalho.

O motivo da entrada do país da ‘lista negra’ da segurança de voo é o risco cada vez maior imposto pela prática de soltar balões não tripulados (os chamados ‘balões festivos’), sem que tenham sido tomadas medidas reais de fiscalização e punição por parte das autoridades.

Até 15 ou 20 anos atrás, os balões não tripulados se resumiam a pequenos artefatos de papel, soltos sobretudo nos períodos de festas juninas. Hoje em dia, contudo, são construídos por ‘clubes’ com grandes recursos financeiros, alcançando dezenas de metros de tamanho e centenas de quilos de peso, devido às suas armações feitas de metal, suportes para fogos de artifício e grandes bandeiras carregadas. Por isso, tornaram-se ao longo do tempo um perigo em potencial para os aviões.

Em 2015, ocorreram 189 relatos de pilotos que avistaram balões em São Paulo e 88 no Rio de Janeiro ― e esses números têm aumentado, segundo o CENIPA. Entre os anos de 2013 e 2015, foram reportadas sete colisões de aeronaves com balões, seis delas na área terminal São Paulo, felizmente sem consequências graves.

No entanto, sabe-se de pelo menos um caso, ocorrido em 2011, em que os tubos de pitot de uma aeronave de linha aérea foram danificados após colisão com balão, ocasionando a perda de informações de velocidade e outros dados no cockpit da aeronave. Situação muito semelhante à que ocorreu com o voo 447 da Air France, que caiu no mar em 2009 e causou a morte de 228 pessoas, devido ao congelamento das sondas.

O ‘voo às cegas’ de 2011 só não se converteu em desastre devido à perícia de pilotos e controladores, aliada às boas condições meteorológicas e ao fato de ter ocorrido durante o dia, o que facilitou o voo e o pouso em condições visuais.

As entidades que representam os pilotos – SNA, ABRAPAC, ATT e ASAGOL – alertaram as autoridades brasileiras diversas vezes sobre o tema nos últimos anos. E a IFALPA cobrou medidas no começo de 2016, sem receber qualquer resposta.

Com a entrada na lista negra, o Brasil passa a fazer companhia a países com zonas de guerra, regiões do mundo com aeroportos improvisados e locais onde não há sistema de controle de tráfego aéreo.

Segundo a IFALPA, se medidas urgentes não forem tomadas, a entidade reforçará às companhias aéreas internacionais as orientações para evitar o espaço aéreo brasileiro, inclusive durante os Jogos Olímpicos.

fonte/foto/NewsAvia/ABRAPAC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA