Pular para o conteúdo principal

TRIPULAÇÃO DA CATHAY PACIFIC DENUNCIA "FADIGA" EM CARTA ABERTA

cathay-22100

Os pilotos da companhia aérea Cathay Pacific denunciam em carta aberta que trabalham “exaustos”, o que prejudica a “segurança aérea”. Na carta, que também foi enviada à directora de Operações da companhia, Anna Thompson, os tripulantes afirmam que “estão ‘queimados’ e cansados”. Segundo o documento, a maioria dos pilotos “acaba por fazer horas extra e presta serviços voluntários para voar além do limite legal”, informa o jornal “South China Morning Post”. Os pilotos advertem que os horários que cumprem “são extremamente instáveis”, devido às altas percentagens de baixas, más relações laborais e pessoal insuficiente, sublinhando que os turnos irregulares “são uma ameaça para a segurança aérea”. As tripulações da Cathay Pacific admitem que a transportadora “é uma empresa internacional que trabalha 24 horas por dia e sete dias por semana”. Não obstante, instam a companhia a contratar especialistas em fadiga de pessoal. “Os pilotos não são máquinas, pelo que há que organizar os turnos de uma forma inteligente e não de um dia para o outro para resolver crises”.

A Cathay Pacific acaba de anunciar uma rota directa entre Madrid e Hong Kong, a partir de Junho de 2016, uma operação realizada com um avião do tipo Boeing 777-300ER. A ligação terá quatro frequências semanais, às terças, quintas, sábados e domingos. A companhia oferecerá 40 assentos em Classe Executiva, em filas de quatro bancos em forma de ferradura; 32 lugares em Económica Premium, distribuídos 2-4-2; e 268 lugares em Económica em filas de 3-3-3.

fonte/f oto/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA