O DESTINO DOS CAÇAS GRIPEN É ANÁPOLIS

O tenente-brigadeiro do ar, Hélio Paes de Barros, chefe do Estado Maior da Força Aérea Brasileira, confirmou ontem que a Base Aérea de Anápolis (Basan) será a primeira instituição militar do País a receber a primeira remessa dos caças Gripen, que serão adquiridos da Suécia e que devem chegar ao Brasil a partir de 2018.
Paes de Barros, que já comandou a Basan, ao ser homenageado durante uma solenidade de comemoração do 43º aniversário da instituição, disse que a primazia dada à Base Aérea para receber os primeiros caças confirma o nível de organização dela, “um exemplo para a Força Aérea Brasileira em termos de organização militar”, elogiou Paes de Barros.
Segundo o brigadeiro do ar, o Brasil ainda não assinou o contrato de financiamento da compra dos Gripens, limitando-se a informar que a Força Aérea está prestes a assinar o contrato. Ele lembrou, no entanto, que os pilotos brasileiros que vão pilotar as novas aeronaves de combate já estão em fase de treinamento na Suécia e eles vão enraizar a doutrina desse novo tipo de aviação dentro primeiro Grupo de Defesa Aérea.
O chefe do Estado Maior da Força Aérea não confirmou a locação de aeronaves para fazer a defesa do Planalto Central enquanto os Gripens não chegam, como foi anunciado recentemente pela imprensa nacional. “Não existe uma definição quanto a isso”, informou, explicando que no momento estão sendo analisados os custos dessa proposta em comparação com o uso das aeronaves F-5. “Temos algumas e compramos outras na Jordânia e estamos recuperando todas elas na Embraer”, relatou, afirmando que neste momento está sendo verificada a relação custo-benefício entre as duas opções para cobrir o vácuo na defesa aérea até a chegada dos Gripens.

fonte/OPopular

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas