quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

VEJA AS OPÇÕES DE VOOS PANORÂMICOS NO LITORAL NORTE DO RIO GRANDE DO SUL


Veja imagens do Litoral Norte feitas em passeios aéreos Bruno Alencastro/Agencia RBS
Beira da praia de Capão da Canoa vista de cimaFoto: Bruno Alencastro / Agencia RBS
Ver a terra de cima sempre fascinou o homem. No Litoral Norte, mudar o ponto de vista permitSul,e enxergar além de dunas, barraquinhas e ondas. Quem arrisca um passeio pelos ares surpreende-se com a beleza colorida dos guarda-sóis, com a linha quase infinita do mar e a cadeia de morros e lagoas da região litorânea.
É para esse cenário que o instrutor de voo livre Flávio Lyszkowski Pinheiro, da Companhia do Ar, transfere no verão a escola que tem em Sapiranga. Em Osório, ele arrendou um terreno na BR-101, e instalou os "seus brinquedinhos". Parapente é o preferido deles.
Na segunda-feira, Pinheiro reuniu praticantes experientes e novatos na modalidade para um salto da rampa nordeste do Morro da Borússia, um dos cartões-postais de Osório. Apesar da diversão, o assunto é encarado com seriedade por ele:
— A dica para quem quer voar é procurar sempre pilotos credenciados pela Associação Brasileira de Voo Livre ou alguma outra federação — recomenda. 
Durante o trajeto aéreo, quem fez aulas e já pode voar sozinho é monitorado pelo rádio o tempo todo. Quem acompanha o instrutor no voo duplo é brindado por explicações técnicas sobre o movimento do vento e a paisagem da região. Tudo com a experiência e a segurança de quem já encarou travessias de mais de cem quilômetros.
No dia em que a reportagem de ZH voou, o parapente chegou a uma altura de 500 metros, a uma velocidade de 30km/h. Faltou pouco para estar junto às nuvens. Voando pela primeira vez com esse tipo de asa, o técnico agrícola Jorge Nozari gostou tanto da experiência que pretende repetira dose.
— O desafio é se manter voando. E quanto mais alto, melhor — garante Nozari, acostumado a voar com asa delta.
Opções para voar
Além do parapente e do paramotor (que é um parapente motorizado), planador e helicóptero são outras formas de ver o Litoral de cima. O acesso aos pontos de embarque é fácil e os valores do passeio variam de R$ 94 a R$ 200.
HELICÓPTERO
Os parques aquáticos Marina Park e Acqua Lokos estão com licença da Anac para operar voos panorâmicos com o público. Os passeios duram de quatro a sete minutos, custam entre R$ 95 e R$ 99 por pessoa, com capacidade para quatro pessoas. Ambos incluem um sobrevoo na beira mar de Capão da Canoa. O valor não é incluso na entrada dos parques.
Marina Parque
Estrada do Mar, 1.000, Km 35, em Capão da Canoa
Telefone: (51) 3625-3049
Acqua Lokos 
Estrada do Mar, 2.000, Km 50, 
em Capão da Canoa 
Telefone: (51) 9938-6398
PLANADOR
Sobre um cenário bucólico, rodeado pelos cataventos do Parque Eólico, o trajeto oferece um pouco de turbulência na subida, enquanto o planador está sendo rebocado pelo avião. Depois que atinge a altitude mínima necessária, o passeio torna-se tranquilo. Os voos podem ser realizados das 9h até o pôr do sol desde que em condições meteorológicas favoráveis. No Aeroclube Albatroz, em Osório, custa R$ 150 para ter um desligamento do motor a 450 metros do solo e R$ 200 para a altura do desligamento ser de 650 metros.
PARAPENTE/ PARAMOTOR
Aulas de três horas ou voos de 20 minutos saem por R$ 180. A escola oferece equipamentos de segurança e acompanha os alunos até o Morro da Borússia. Há opção de saída da Lagoa da Pinguela, onde o parapente é rebocado por lancha.
Escola de Aviação Civil Albatroz
Rua Marcílio Dias, 2.085, bairro Albatroz, em Osório
Fone: 3663-1079

Companhia do Ar
BR 101, Km 79, em Osório 
(51) 8436-2092 ou 8124-3404
 fonte/foto/ZeroHora

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...