Pular para o conteúdo principal

ATRASOS DA LION AIR REVOLTAM PASSAGEIROS - MILITARES CONTROLAM A SITUAÇÃO EM JACARTA

Lion AIR conusionJkarta_20fev2015 1200pxi

Centenas de passageiros descontentes revoltaram-se no dia de hoje, sexta-feira, 20 de Fevereiro, no Aeroporto Internacional de Jacarta, contra a companhia aérea Lion Air, a maior low cost nacional, que desde há três dias tem diversos voos atrasados, sem dispensar aos clientes a atenção devida e prevista nos regulamentos internacionais.

Os passageiros teriam invadido a área de estacionamento do aeroporto e atirado objetos estranhos contra três aviões da companhia, o que agrava ainda mais a situação, pois estes aparelhos ficaram automaticamente fora de serviço, disseram fontes aeroportuárias.

A maioria dos desacatos, lê-se em diversas contas de Twitter dos passageiros envolvidos, iniciou-se quando na manhã de hoje os funcionários de serviço nos balcões da companhia disseram aos seus clientes que não existiam verbas para devolver as quantias pagas para as viagens que não foram efetuadas. Nas filas estavam cerca de 3.000 passageiros à procura do seu dinheiro.

Uma passageira com um bebé ao colo, sentada num dos caminhos de circulação de viaturas de apoio no Aeroporto de Jacarta.
Uma passageira com um bebé ao colo, sentada num dos caminhos de circulação de viaturas de apoio no Aeroporto de Jacarta, protesta contra a falta de resposta da Lion Air.

A fúria dos lesados foi descarregada sobre os balcões de atendimento da companhia aérea, que foram destruídos, tendo-se registrado em seguida a invasão do gatee exterior e consequente presença das pessoas junto dos aviões. Cerca das 09h00 (UTC), já ao fim da tarde em Jacarta, polícia militar de choque começou a chegar ao aeroporto para ajudar a polícia civil a expulsar os manifestantes para uma área de segurança.

Fontes do Aeroporto Internacional de Jacarta, admitem que a situação é de grande instabilidade e que pode influenciar o tráfego normal de aviões no principal estrutura aeroportuária da Indonésia. São conhecidos ainda outros incidentes no Aeroporto de Soekarno-Hatta, Cengkareng, Banten, onde também os passageiros invadiram instalações da Lion Air.

Na base dos atrasos consta que está o fato da companhia ter devolvido esta semana aos lessors 15 dos seus 103 aviões Boeing 737-800, cujos aluguéis não estavam a ser pagos. As notícias não foram confirmadas e da parte da gestão da companhia apenas houve uma declaração oficial no dia de hoje em que um responsável lamentou a invasão da placa de estacionamento em Jacarta e os estragos em três aviões.

As autoridades indonésias disseram que estão no terreno a inquirir o que se está a passar, mas num comunicado enérgico o Ministério dos Transportes exigiu à Lion Air o cumprimento dos seus deveres e obrigações para com os passageiros.

A Lion Air é uma das companhias asiáticas com crescimento mais rápido nos últimos anos, no segmento de baixo custo. Contudo, sempre acompanhada de muitos problemas. Primeiro porque tinha uma frota envelhecida. Depois com aviões totalmente novos, mas sempre conhecida pelos seus constantes atrasos. Em 2013 um dos seus Boeing 737-800 pousou numa zona de praia, depois de falhar a pequena pista da ilha de Bali. O avião ficou destruído, mas todos os ocupantes se salvaram.

Para alguns jornais da Indonésia, os incidentes de hoje é a prova de que a Lion Air está a caminho da bancarrota. Jornais econômicos apontam mesmo que a situação da companhia é de falência.

fonte/foto/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA