terça-feira, 16 de dezembro de 2014

FILHA DO DONO DA KOREAN AIR FOI DEMITIDA DE TODOS OS CARGOS NA EMPRESA

Korean Air Cho Hyun-Ah 900dpi

O presidente da companhia sul-coreana Korean Air, Cho Yang-Ho, pediu desculpas públicas pela atitude e comportamento da sua filha a bordo de um avião da empresa, que foi largamente reprovado nas redes sociais e imprensa de todo o mundo.

Cho Hyun-Ah, filha do patrão da Korean Air, e também detentora de alguns cargos de chefia na companhia e na holding de empresas do pai, expulsou uma comissária de bordo por esta se ter recusado a servir-lhe frutos secos, sem o invólucro, a bordo de um avião em que viajava de Nova Iorque para Seul. Os frutos secos, que normalmente são servidos a acompanhar bebidas de aperitivo para as refeições, são apresentados em embalagens individuais embaladas em invólucros de papel ou película plastificada. Cho Hyun-Ah pretendia que a comissária de bordo a servisse sem a embalagem.
“Como pai e presidente da Korean Air peço desculpas públicas por este incidente”, disse Yang-Ho, que prometeu numa conferência de imprensa destituir a filha de todos os cargos que detém na companhia e no Grupo Hanjin, um dos principais grupos empresariais da Coreia do Sul, pelo seu “ato insensato”.

O ‘caso das nozes e dos amendoins’ como ficou conhecido na semana passada na imprensa sul-coreana está assim encerrado, com as desculpas do presidente da companhia e a destituição da vice-presidente responsável pelos serviços de bordo e de hotelaria da companhia aérea.

A expulsão da comissária de bordo ocorreu logo no início do voo, pelo que o avião teve de regressar à manga para desembarcar a tripulante, perante a surpresa e desagrado de todos quantos tomaram conhecimento do motivo do retorno do aparelho. Um comportamento escandaloso que encontrou no presidente e pai da arrogante vice-presidente da companhia a decisão acertada.

As autoridades aeronáuticas sul-coreanas ordenaram um inquérito para apurar se a atitude de Cho Hyun-Ah não colocou em causa a segurança do voo.

fonte/foto/NewsAvia

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...