Pular para o conteúdo principal

CELEBRAÇÃO DOS 25 ANOS DOS MOTORES ROTAX JUNTOU PILOTOS E SPYDERS

Rotax_Fly_in_II_2014_10

A celebrar 25 anos do motor 912, o primeiro a quatro tempos da ROTAX para a aviação ultraligeira, a fábrica voltou a promover um evento num aeródromo da Áustria, a cerca de 15 quilometros das suas instalações fabris, em Gunskirchen.

Rotax_Fly_in_II_2014_3

Foi um  encontro memorável, promovido pela filial austríaca da BRP (Bombardier Recreational Products),  que juntou, em Gunskirche, na Áustria, quatro centenas de participantes, entre pilotos da aviação ligeira, de ultraleves  e de entusiásticos proprietários de Can-Am Spyder.

Nesta junção de dois eventos – o II Rotax Fly-In e o Spyder Grossglockner Challenge – assistiu-se ao encontro de dois mundos distintos (ar e terra), que em comum têm o facto de confiarem na  Rotax para locomoção dos seus veículos.

Foram cerca de  160 pilotos presentes no II Rotax Fly-In, de proveniências muito distintas e longínquas, como foi o caso dos participantes de Taiwan, Brasil, África do Sul e outros. Também houve quem jogasse em casa e outros que apenas se deslocaram dentro do continente anfitrião, como foi o caso dos alemães e britânicos presentes.

Rotax_Fly_in_II_2014_9

Mais de 70 aeronaves ligeiras e ultraleves aterraram e descolaram no aeródromo de Wels durante o encontro.

Em terra, mais de 200 “spyders”, provenientes da Rússia, Ucrânia, França, Eslovénia, Alemanha e Áustria, deram cor, movimento e som (o som dos motores Rotax) àquela que é considerada uma das mais pitorescas estradas do mundo, situada nos alpes austríacos: Grossglockner High Alpine Road.

Rotax_Fly_in_II_2014_13

Todos os participantes, os de terra e os do ar, tiveram oportunidade de visitar a empresa onde, na Áustria, são produzidos os motores Rotax.

Rotax_Fly_in_II_2014_7

Pilotos e proprietários de ultraleves e outras aeronaves experimentais tiveram oportunidade de conhecer e falar com os engenheiros que projetam o motor mais famoso da aviação experimental: o 912. Tiveram ainda direito a algumas acções de formação em práticas de manutenção e serviço. Na visita à fabrica ficaram a saber tudo sobre o 912 Is, e ainda privaram com os pilotos de testes da Rotax, habituados a levar estes pequenos grandes motores às condições mais extremas.

BRP005
Rotax_Fly_in_II_2014_1

No final do evento  foram atribuídos galardões aos pilotos mais jovens e aos mais “vintage”, assim como ao piloto que efetuou a viagem mais longa para chegar ao evento.

Rotax_Fly_in_II_2014_2
Rotax_Fly_in_II_2014_12
Rotax_Fly_in_II_2014_11

Sobre a BRP
A BRP é líder em design, desenvolvimento, fabrico, distribuição e promoção de veículos motorizados de recreio e de sistemas de propulsão. Do seu portfólio constam os Ski-Doo and Lynx (veículos para neve), Sea-Doo (motos de água), Can-Am todo-o-terreno e side-by-side, Can-Am Spyder, Evinrude e sistemas de propulsão Rotax para uso na água e motores Rotax para karts, motociclos e ultraleves. Fornece igualmente peças, acessórios e vestuário das marcas. A BRP está em 105 países e emprega 7.100 pessoas.

Este é um evento que se realiza de dois em dois anos. 

Rotax_Fly_in_II_2014_5
fonte/foto/NewsAvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA