Pular para o conteúdo principal

MULHER PILOTO ÁRABE NOS ATAQUES CONTRA O ESTADO ISLÂMICO

Mariam Al Mansouri

Uma mulher comandou o esquadrão de aviação dos Emirados Árabes Unidos (EAU) que bombardeou posições do Estado Islâmico, na Síria, na semana passada.

Para além de se tratar a primeira mulher árabe piloto de caças, a notícia foi amplamente divulgada na imprensa internacional pelo facto de ter sido uma mulher a atacar os ultraconservadores islâmicos, ainda que ela também esteja subjugada ao conservadorismo dos Emirados, que obriga as mulheres e cobrirem a cabeça e a usarem abayas (vestido inteiro, tipo túnica).

Os ataques aconteceram na terça-feira (23 de Setembro), mas a confirmação de que Mariam Al Mansouri, de 35 anos, participou nos ataques foi feita apenas na quinta-feira (25 de Setembro), pelo embaixador dos EAU nos Estados Unidos, Yousef Al Otaiba, numa entrevista a um canal de televisão americano.

Segundo o embaixador, ela é uma piloto altamente treinada e qualificada e está numa missão como lhe compete.

Após o referido ataque, a piloto ganhou lugar na Wikipedia (http://en.wikipedia.org/wiki/Mariam_al-Mansouri). De acordo com esta fonte, Mariam Al-Mansouri tem sete irmãos e tem ligações familiares ao sultão bin Saeed Al Mansoori, engenheiro e político dos Emirados Árabes. Estudou literatura inglesa e foi para a força aérea do seu país logo que foi permitida a adesão das mulheres; com ela ingressaram outras duas mulheres árabes.

A força aliada contra o Estado Islâmico, em cujos ataques participou Mariam Al-Mansouri, é formada pelos Emirados Árabes, Arábia Saudita, Jordânia, Qatar, Bahraine Estados Unidos. Os extremistas islâmicos, auto-proclamados Estado Islâmico, reivindicaram, e mostraram ao mundo, a decapitação de quatro estrangeiros (dois jornalistas americanos, um britânico e um turista francês).

fonte/foto/NewsAvia/Facebook

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA