Pular para o conteúdo principal

ROLLOUT DO PILATUS PC-24

construtora suíça Pilatus Aircraft apresentou hoje, dia 1 de Agosto, pela primeira vez, o seu novo avião. O protótipo do PC-24 fez a sua estreia mundial durante uma cerimónia espectacular que contou com cerca de 25 mil convidados que compareceram pela manhã no aeródromo de Buochs, no centro da Suíça, onde está sedeada a fábrica da popular marca de aviões ligeiros.
Típica, exclusiva e inequivocamente – Pilatus!’ foi o slogan da apresentação que começou pelas 12h35 com a chegada de um grupo de 24 cavalos, que simbolizavam o número escolhido para o modelo do primeiro jacto executivo da fábrica suíça, e também para transmitir a força e potência que a Pilatus está a dispensar a este projecto que, embora ainda apareça com apenas um protótipo, é considerado já como um símbolo da viragem, do crescimento e da idoneidade que a marca tem hoje no mercado aeronáutico internacional.
Puxado pelos 24 cavalos o novo PC-24 surgiu nas cores típicas da Suíça, decorado com flores silvestres dos Alpes pintadas a dourado.
O ‘rollout’ do novo avião foi precedido por um desfile e diversas evoluções de exemplares de todos os modelos de série que foram fabricados até hoje pela Pilatus nos seus 75 anos de actividade.
Cerca de 150 actores e mais de 160 crianças filhas de funcionários da fábrica participaram no espectáculo vivo e alusivo ao acontecimento que deixou os convidados maravilhados, num dia de sol muito bonito em que as cores e os metais do novo jacto contrastaram com belos efeitos no recorte da típica paisagem suíça.
Oscar J. Schwenk, presidente do Conselho de Administração da Pilatus, envergou o seu traje suíço, e dirigiu-se aos convidados com muita alegria e num entusiástico discurso focado sobretudo na cultura da empresa e da marca que se criou em Stans, há exactamente 75 anos, e que dali tem emanado para todo o mundo com o fulgor e o brilho que os amantes da aviação ligeira e os pilotos formados em escolas e academias de aviação bem conhecem, de uma maneira geral.
Ali, em Stans, continuará a fábrica, garantiu Oscar J. Schwenk, perante o aplauso geral. “Daqui sairão os novos jactos executivos que assinalam uma etapa gloriosa e atingem um objectivo de crescimento fantástico do grupo”, disse o presidente da Pilatus.
O conselheiro federal Ueli Maurer felicitou e agradeceu à Pilatus a forma como tem dignificado a indústria da Suíça, e anunciou que os membros do Conselho Federal do país tinham votado, por unanimidade, a aquisição de um jacto executivo PC-24 para as suas deslocações oficiais.

O novo PC-24 tem sido introduzido pela construtora com destaque na sua versatilidade e eficiência característica das máquinas de precisão que são apanágio e bandeira da indústria suíça. Uma das suas características é de ser um avião executivo que apresenta no seu segmento, pela primeira vez, uma porta de carga e está configurado para aterrar em pistas curtas, mesmo com pisos menos apropriados.
Serão construídos três aviões protótipos que farão em 2015 e 2016 os respectivos testes de voo e ensaios laboratoriais técnicos. Seguir-se-á o processo burocrático da certificação final, pelas entidades europeia e norte-americana. Os primeiros aviões serão entregues a partir de 2017.
A Pilatus anunciou que já vendeu 84 aviões executivos PC-24 na Conferência e Exposição Europeia de Aviação Executiva (EBACE) realizada em Maio deste ano, no Aeroporto de Genebra, na Suíça.
fonte/NewsAvia/foto/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA