Pular para o conteúdo principal

AVIÃO DE EDUARDO CAMPOS FEZ 19 VIAGENS EM 12 DIAS

O Cessna Citation 560 Xl que levava o presidenciável Eduardo Campos fez 19 voos em 12 dias, segundo os planos de voo apresentados pelo piloto da aeronave à Aeronáutica e à ANAC.

Os voos ocorreram de 2 a 3 de agosto, data em que o jato caiu, depois de uma tentativa frustrada de pouso na Base Aérea de Santos, no Guarujá, litoral paulista.

Na ocasião, morreram Campos, os dois pilotos e mais quatro pessoas.

A Folha teve acesso à  relação dos últimos voos do Citation, que dão uma ideia da rotina puxada de Campos e também da aeronave nos dias anteriores ao acidente.

Em 7 de agosoto, por exemplo, foram três viagens: o avião saiu de Brasília rumo ao aeroporto de Congonhas na madrugada - Campos se instalara em São Paulo durante a campanha.

Na tarde do mesmo dia, a aeronave PR-AFA partiu rumo a Salvador, onde Campos e sua então vice, Marina Silva, cumpriram agenda: à noite, o avião foi para Recife, terra Natal de Campos.

Em 9 de agosto, , quatro dias antes do acidente também foram três viagens, (Patos-PB,Campos Sales-CE e Araripina-PE), ainda de acordo com os planos de voo do avião.

Segundo pilotos com quem a Folha conversou, trata-se de um ritmo extenso para uma aeronave particular como a que Campos viajava, mas compatível  com agenda de um candidato á Presidência da República.

Desde que passe por manutenção periódica, um avião pode voar seguidas vezes.

MANUTENÇÃO

Não ficou claro no plano de voo se o presidenciável estava a bordo em todos os voos. Mas a maioria coincide com a agenda de Campos nos dias antes da tragédia.

A exceção são duas paradas em Jundiaí, no interior paulista, onde fica a JAPI Aeronaves, que fazia a manutenção do avião. Foram duas idas em menos de uma semana (4 e 10 de agosto).

Como parte do procedimento de investigação do acidente, a Aeronáutica irá obter informações sobre as manutenções do avião e se a parada se deveu a manutenção programada ou não programada (quando há uma pane).

ÚLTIMO VOO

Os planos de voo também são uma maneira de identificar que pilotou o avião nos últimos dias e saber, por exemplo, se algum tripulante voou acima do que manda a lei - o que também faz parte da investigação conduzida pela Aeronáutica.

A norma brasileira estabelece que os pilotos podem ter jornadas de no máximo 11 horas. Na aviação particular, não submetida ao mesmo rigor de fiscalização que a comercial, denúncias de jornada acima dos limites são comuns.

O comandante do Citation, Marcos Martins informou ainda à Aeronáutica e à ANAC no Aeroporto Santos Dumont, no Rio, o destino seguinte depois de visitar Santos. Ele previa decolar da Base Aérea de Santos em direção ao Aeroporto de Congonhas. Foi a última informação fornecida.

fonte/foto/UOL/FolhaSP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA