QUEDA DE AVIÃO AGRÍCOLA MATA PILOTO EM DOM PEDRITO, NA CAMPANHA, RIO GRANDE DO SUL


A queda de um avião agrícola em Dom Pedrito, na Campanha, matou o piloto na noite desta quarta-feira. Segundo a Brigada Militar (BM) do município, o acidente ocorreu por volta das 20h30min.

O avião caiu em um bosque de eucaliptos próximo à Cabanha A Tala, na saída de Dom Pedrito em direção a Bagé. O piloto, Éverton Alan Roos, 26 anos, estaria voltando para a base onde o avião fica guardado quando o acidente aconteceu. Conforme a polícia, ele teria finalizado a pulverização em uma lavoura de soja próxima ao local do acidente.

A aeronave bateu em algumas árvores e, depois, pegou fogo. Os bombeiros foram os primeiros a chegar ao local e controlaram rapidamente o incêndio, que danificou a cabine do avião.

De acordo com a polícia, Roos era natural de São Borja, mas morava em Itaqui, ambos municípios da Fronteira Oeste. Ele trabalhava como piloto em uma empresa de aviação agrícola, que presta o serviço de pulverização.

A BM isolou o local e aguarda a chegada da Polícia Civil e do Instituto-Geral de Perícias (IGP) de Santana do Livramento. 
 
fonte/ZeroJora

atualizado


O piloto morto devido à queda de um avião agrícola em Dom Pedrito, na Campanha, comemorava a gravidez da mulher. Éverton Alan Roos, 26 anos, morava com ela em Itaqui, na Fronteira Oeste, e planejava deixar de trabalhar no próximo mês para acompanhar o nascimento do primeiro filho.

— Ele estava feliz porque iria ser pai — lamenta Luiz Claudio Zaques, proprietário da empresa onde Roos trabalhava.

Segundo ele, o piloto atuava desde o início do ano na empresa de aviação agrícola, e tinha o brevê — licença para pilotar concedida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) — há um ano.

Roos estava em Dom Pedrito desde a quarta-feira para realizar o serviço de pulverização a vários produtores rurais da região, que possuem lavouras de soja e pastagens.

— Ele tem apenas dois anos a mais que os meus filhos e era como um filho pra mim — comenta Zaques.

Ele ainda relata que o jovem era muito extrovertido e adorava jogar futebol com os colegas da empresa.

Acidente ocorreu depois da pulverização da lavoura

Na noite desta quarta-feira, após ter pulverizado uma lavoura de soja no interior de Dom Pedrito, o avião que Roos dirigia caiu em um bosque de eucaliptos. No momento da queda, o piloto estaria voltando para a pista de pouso onde a aeronave permaneceria estacionada.

O acidente ocorreu por volta das 20h30min, em uma área próxima à Cabanha A Tala, na saída de Dom Pedrito em direção a Bagé. Conforme a Brigada Militar (BM) do município, o avião bateu em algumas árvores e, depois, pegou fogo. Os bombeiros foram os primeiros a chegar ao local e controlaram rapidamente o incêndio, que danificou a cabine.

A BM isolou o local e aguarda a chegada da Polícia Civil e do Instituto-Geral de Perícias (IGP) de Santana do Livramento.

Aeronáutica deve realizar uma perícia no avião

Segundo Zaques, a aeronave também deve passar por uma perícia do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica, na manhã de quinta-feira. O órgão investigará as causas do acidente.

O empresário afirma que o avião é homologado pela Anac e estava em boas condições. 
 
fonte/ZeroHora

Comentários

Total de visualizações de página

Postagens mais visitadas