Pular para o conteúdo principal

PILOTO VENEZUELANO "MORA" HÁ QUATRO MESES NO AEROPORTO DE BRASÍLIA

Um piloto venezuelano mora há quatro meses no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília. Ele diz que fugiu da Venezuela porque era perseguido politicamente pelo governo de seu país e que aguarda uma autorização do governo para permanecer no Brasil.

Moises Boyer vive no terminal e conta com a ajuda dos funcionários para conseguir se alimentar. Em um dos banheiros do aeroporto, Boyer utiliza a pia para escovar os dentes, lavar as duas únicas mudas de roupa que tem e tomar banho. Para dormir, ele utiliza qualquer lugar do terminal.

Ele conta que para conseguir dinheiro faz alguns trabalhos no próprio aeroporto. "Quando vejo um carro, pergunto para a pessoa se ela quer ajuda, mas sem nenhum tipo de interesse. Não vou cobrar. Para ver se a pessoa fala 'não, toma'."

Antes de chegar a Brasília, Moises Boyer desembarcou em Boa Vista, Roraima, em 2011. O piloto carrega uma cópia de uma autorização para permanecer no Brasil datada daquele ano. Atualmente, ele aguarda uma resposta para o pedido de asilo político ao governo brasileiro.

Boyer conta que tem vontade de voltar para seu país natal, mas que tem medo. "Se eu volto me matam. Isto é óbvio", disse. O Comitê Nacional para os Refugiados, vinculado ao Ministério da Justiça, informou que analisa o pedido de refúgio feito pelo venezuelano.

fonte/G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA