Pular para o conteúdo principal

AEROPORTO DO GALEÃO TEM CHOQUE ENTRE AVIÕES DA GOL E DA EMIRATES NA PISTA


Funcionários da Emirates verificam o problema na asa atingida (Foto: Gabriel Barreira / G1)Funcionários da Emirates verificam o problema na asa atingida (Foto: Gabriel Barreira / G1)

Dois aviões se chocaram levemente, às 14h45 desta quarta-feira (4), no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na Ilha do Governador, Rio. Segundo a Aeronáutica, houve o toque da asa de um Boeing 777 da Emirates, que taxiava pelo pátio, com a empenagem (peça na traseira) de um 737 da Gol, estacionado. Não houve feridos. De acordo com a Infraero, a batida entre as aeronaves não causou atrasos em voos.

Avião da Gol também atingido no acidente (Foto: Gabriel Barreira / G1)Avião da Gol atingido (Foto: Gabriel Barreira / G1)

O único voo cancelado devido ao acidente foi o EK 248, da Emirates, que partiria para Dubai às 02h06, devido ao acidente.

Segundo nota enviada pela companhia aérea no início da noite, o voo EK 247 (Dubai-Rio), realizado pelo mesmo avião, estava taxiando quando houve o choque. "Não houve feridos, a aeronave seguiu seu procedimento e os passageiros desembarcaram normalmente", diz o texto da nota.

De acordo com a Emirates, os passageiros serão acomodados em hotéis e um novo voo será marcado para quinta (5). "A Emirates pede desculpas pelo inconveniente causado. A segurança de nossos tripulantes e passageiros é de extrema importância e não será comprometida", completa a nota.

Cenipa vai investigar
O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) irá investigar o caso como "ocorrência de solo". O piloto do voo da Emirates, que saiu de Dubai para o Rio, será ouvido pela Força Aérea Brasileira (FAB).

Em nota, a Gol informou "que a aeronave que operou o voo G3 1026, trecho Congonhas (SP) – Santos Dumont (RJ), alternou o destino final para o aeroporto de Galeão devido condições meteorológicas em Santos Dumont. Após receber autorização para pouso neste aeroporto e já com a aeronave completamente estacionada na posição 41 (remota), preparando para o desembarque, houve um abalroamento entre a asa de uma aeronave da companhia aérea Emirates e o leme de direção do avião da Gol".

Ainda segundo a companhia aérea, os 47 passageiros que estavam a bordo desembarcaram normalmente. "A ocorrência de solo e a aeronave serão avaliadas. A Gol lamenta pelo desconforto causado aos passageiros e ressalta que a segurança de seus clientes e colaboradores é item prioritário em sua política de gestão", completa o texto.

Governador da Bahia estava no avião
Entre os passageiros do voo da Gol estava o governador da Bahia, Jaques Wagner. Segundo sua assessoria de imprensa, ele viajava sozinho e não se feriu. A informação passada pelo governador foi de que o avião da Gol em que ele estava já tinha desligado os motores, estava com a porta aberta e com os passageiros se preparando para desembarcar, quando todos sentiram um baque. Ninguém teria caído, nem se machucado, porque foi um "saculejo", segundo Wagner.

O político saiu de São Paulo, onde participava de um encontro de turismo da Associação Brasileira de de Agência de Viagem (Abav), no Anhembi, e viajou ao Rio para uma reunião na Petrobras.

fonte/foto/G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA