terça-feira, 27 de agosto de 2013

PRIMEIRO LEGACY 650 FABRICADO NA CHINA REALIZA VOO INAUGURAL



O primeiro jato executivo Legacy 650 fabricado na China concluiu com sucesso seu voo inaugural, segundo anunciou nesta segunda-feira a Harbin Embraer Aircraft, joint venture entre a Embraer e a AVIC (Aviation Industry Corporation of China). A entrega da primeira aeronave está programada para o final de 2013.

Segundo a assessoria de imprensa da Embraer, por cerca de duas horas e trinta minutos, os pilotos e engenheiros de ensaio da empresa realizaram testes para avaliar as características de desempenho, comandos de voo, comunicação e navegação, entre outros sistemas.
Ainda segundo a assessoria, desde fevereiro de 2012, quando a Embraer entregou o primeiro Legacy 650 para o mercado chinês, a empresa já recebeu 21 pedidos firmes e mais cinco opções para essa aeronave no país.

Joint Venture.
Em 2 de dezembro de 2002, a Embraer assinou um acordo de cooperação industrial com a Harbin Aircraft Industry Group., Ltd. (HAIG), subsidiária da China Aviation Industry Corporation II (AVIC II), para estabelecer a joint venture Harbin Embraer Aircraft Industry Co, Ltd. (HEAI), com o intuito de produzir o jato comercial ERJ 145, tornando-se a primeira instalação da Embraer no exterior destinada à montagem de jatos regionais. Em janeiro de 2003, a HEAI foi inaugurada.
Até abril de 2012, a HEAI entregou 41 aeronaves ERJ 145 às companhias aéreas da China.  Em 21 de junho do mesmo ano, a Embraer e a AVIC decidiram também produzir os jatos executivos Legacy 600/650 na China, utilizando a infraestrutura, os recursos financeiros e a força de trabalho da HEAI.
No mesmo dia, a empresa chinesa ICBC Financial Leasing firmou um acordo com a HEAI para 10 jatos Legacy 650, sendo cinco pedidos firmes e cinco opções, tornando-se assim o cliente-lançador do programa Legacy 600/650 da HEAI. A primeira aeronave começou a ser produzida em janeiro de 2013.

FONTE/FOTO/OVale

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...