Pular para o conteúdo principal

TAM TAMBÉM DEMITE COMISSÁRIO APÓS LATINO ENTRAR NA CABINE DO AVIÃO

A entrada do cantor Latino na cabine de comando de um avião da TAM fez mais uma vítima: a companhia demitiu também o comissário-chefe do voo. Comandante e copiloto já haviam sido demitidos.

Latino se sentou na poltrona do comandante do avião em um voo entre Recife e Rio, em 28 de abril. Depois, postou no Instagram, rede social de imagens, fotos da visita, em que usa o fone de ouvido destinado aos pilotos e aparentemente encosta nas manetes de potência, o acelerador do avião. 


A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) proíbe a entrada de passageiros na cabine de comando durante o voo; a agência abriu procedimento que pode resultar em multa para a TAM e para os pilotos. A Folha revelou o episódio na última quinta-feira (9).

Em entrevista ao "Domingo Espetacular", da TV Record, Latino disse que foi o comandante quem o convidou a visitar a cabine. E disse ter errado ao publicar a foto na internet. 

Na hierarquia de um voo, o comandante é o responsável pelas decisões a bordo. Mas, segundo a Folha apurou, a TAM avaliou que o copiloto e o comissário-chefe erraram ao não ter alertado nem tentado impedir o comandante sobre a infração --proibida tanto pela companhia quanto pela Anac-- que é permitir a entrada de um passageiro na cabine durante o voo. Daí a demissão deles.

Editoria de Arte/Folhapress

Em sua página no Facebook, o comissário lamentou a demissão e disse que não teve culpa no episódio, pois quem mandou Latino entrar foi o comandante. Afirmou ainda que a TAM o demitiu sem direito de defesa. 

Procurada, a TAM confirmou a demissão do funcionário. A companhia ressaltou que "veta o ingresso de pessoas não autorizadas à cabine de comando durante o voo e que considera falta grave o desrespeito a essa norma". 

fonte/foto/FolhaSP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÍDEOS DO ACIDENTE COM BOEING 737 DA PERUVIAN AIRLINES EM JAUJA

AVIÃO COM O SENADOR AÉCIO NEVES FAZ POUSO DE EMERGÊNCIA NO AEROPORTO DE GUARULHOS

Imagem com a aeronave em que estaria Aécio, fora da pista, e que circula na internet
O avião em que estava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Guarulhos na noite de quinta-feira (9), informou sua assessoria de imprensa.
Já era noite quando a aeronave, um táxi aéreo fretado pelo PSDB, saiu de Brasília com destino a São Paulo. Os pilotos, percebendo que um pedaço do pneu havia ficado na pista, teriam solicitado autorização para pousar em Cumbica, ao invés de Congonhas, por ter uma pista maior. Ao aterrissar, no entanto, o trem de pouso teria se quebrado, vindo o avião a sair da pista.
Apenas Aécio e a tripulação estavam a bordo. Segundo a assessoria, nem ele nem os pilotos se feriram.
O senador veio para São Paulo porque tem reunião agendada com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã desta sexta (10). Apesar do incidente, o encontro foi mantido.
Fernanda Carvalho/O Tempo/Estadão Conteúdo
fonte/foto/UOL

Da…