quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

HELICÓPTERO CAI E DEIXA AO MENOS DOIS MORTOS EM LONDRES



Um helicóptero se chocou com um guindaste instalado no topo de um arranha-céu e caiu na manhã desta quarta-feira em Vauxhall, área central de Londres, a capital do Reino Unido, deixando dois mortos e diversos feridos. As circunstâncias iniciais do acidente ainda são desconhecidas, mas, de acordo com a polícia londrina, não há indício de que o incidente seja resultado de um ato terrorista.

A queda ocorreu por volta das 8h locais (6h de Brasília) nas proximidades de uma estação de trem. Imagens da transmissão televisiva mostram uma grande nuvem de fumaça emergindo na região, na qual muitas pessoas circulavam devido ao movimentado horário da manhã. O Corpo de Bombeiros da capital britânica assinalou que recebeu várias chamadas de emergência, deslocando dezenas bombeiros para o acidente, ocorrido perto do rio Tâmisa. Pelo menos quatro ambulâncias foram enviadas à zona, que teve várias ruas interditadas.

"Duas pessoas foram confirmadas mortas no local do acidente", disse a polícia em um comunicado. Segundo apurou a BBC junto a fontes médicas, um dos mortos seria o piloto do helicóptero, que voava sozinho. Bernard Hogan-Howe, comissário da polícia londrina, disse que além dos dois mortos há nove feridos, sendo um deles em estado grave. Os bombeiros disseram ter resgatado um homem de um carro em chamas perto da estação ferroviária de Vauxhall, logo depois das 8h (6h em Brasília).

Paul Ferguson, uma testemunha interrogada pela BBC, contou que "houve um lampejo e o helicóptero caiu no chão. Explodiu e você pode imaginar a fumaça que saiu dali". "Ele se dirigia provavelmente a um heliporto próximo. Pode ser que nesta manhã com neblina as luzes da Torre St. George, próxima, não estivessem acesas e (o helicóptero) tenha atingido o extremo da grua e perdido o controle", acrescentou à emissora britânica.

"Não há nada que sugira qualquer relação com terrorismo", afirmou um porta-voz do Comando de Antiterrorismo de Londres. "A esta altura, não há nada em nosso mundo." O acidente ocorreu incidente perto de locais importantes como o Parlamento britânico e a agência de inteligência MI6. Um ataque ao sistema de transporte de Londres em 2005 matou 52 pessoas

A polícia também informou que as chamas foram controladas em 25 minutos e que o trabalho de perícia deve se estender durante todo o dia no local. Não se sabe o que causou o choque do helicóptero com a grua; a manhã de Londres estava marcada por um céu nublado e de difícil visibilidade.

Tony Pidgley, presidente da incorporadora Berkeley Group, responsável pela construção, disse que não houve vítimas entre as pessoas que estavam na obra naquele momento. "O operador do guindaste normalmente começa às 8h em ponto, mas hoje excepcionalmente estava atrasado." Edmir Pishtar, outra testemunha do caso, disse ter visto metade do guindaste caindo sobre dois carros na rua. Ele depois conversou com o operador do guindaste, que estava prestes a entrar na cabine. "Ele estava literalmente tremendo, porque estava se preparando para subir no guindaste, e estava atrasado."

O edifício circular sobre o qual estava o guindaste --a Torre 1 de St. George Wharf-- é descrita no site do empreendimento como um das mais luxuosas opções residenciais de Londres, com vista de 360º para a cidade. A torre, que ainda não está ocupada, tem 52 andares, 185 metros de altura e 212 apartamentos de luxo. Nos últimos anos, a imprensa relatava que a cobertura poderia custar até 50 milhões de libras (US$ 80 milhões).

fonte/AgInternacionais/Terra/foto/ Lewis Whyld/PA Wire/Press Association Images

Nenhum comentário:

EM HOMENAGEM AOS 48 ANOS DA EMBRAER, PILOTOS FAZEM VOO COM TRAÇADO EM FORMA DO LOGOTIPO DA EMPRESA NOS EUA

No aniversário de 48 anos da Embraer, pilotos que faziam um voo teste nos Estados Unidos fizeram uma homenagem traçando no céu a logom...