quinta-feira, 5 de abril de 2012

CR ALMEIDA DÁ TIROS PARA O ALTO NO SETOR DE DEFESA


Habituados a trocar chumbo grosso entre si, em sucessivas disputas por poder, os herdeiros de Cecí- lio do Rego Almeida estão agora apontando suas armas em outra direção. A CR Almeida trabalha em um projeto de grosso calibre a partir da Britanite, subsidiária do grupo especializada na fabricação de explosivos, acessórios de detonação e artefatos bélicos. A intenção da família é aumentar consideravelmente a munição da controlada, usando- a como trampolim para a criação de uma empresa integrada da área de defesa. Os planos passam pela produção de equipamentos militares de maior tecnologia, incluindo armamentos leves de combate, como pistolas e submetralhadoras, e sis- temas de radar e monitoramento. 
 
O projeto está sendo conduzido pelo presidente do Conselho de Administração do grupo, Marco Antonio Cassou. A CR Almeida deverá investir algo em torno de R$ 250 milhões na ampliação de seu complexo industrial em Quatro Barras (PR), onde está instalada a fábrica da Britanite. Procurada pelo RR, a CR Almeida/Britanite negou a operação. 

No entanto, segundo informações filtradas junto à própria CR Almeida, a familia não apenas já tem estu dos avançados sobre a operação como pretende atrair outros sócios para o negócio. As portas estão abertas a fundos de investimento e, principalmente, empresas da área de defesa. Dentro do grupo, cogita-se a venda de até 49% do capital.

 Além de dividir a conta dos investimentos, a CR Almeida enxerga em um futuro sócio uma espécie de passaporte internacional, leia-se uma indústria do setor que conheça os oblíquos caminhos do comércio mundial de armamentos. 

A decisão de turbinar a Britanite está baseada nas estimativas de crescimento do comércio de equipa- mentos bélicos, notadamente na América Latina. A expectativa é que o setor de defesa na região avance, em média, 20% ao ano entre 2012 e 2020. A CR Almeida mira nas crescentes encomendas das Forças Armadas de países da América do Sul, como Venezuela, Equador e Chile. Há planos também de exportar parte da produção para África e Ásia. 

fonte/RelarorioReservado
Enhanced by Zemanta

Nenhum comentário:

EM HOMENAGEM AOS 48 ANOS DA EMBRAER, PILOTOS FAZEM VOO COM TRAÇADO EM FORMA DO LOGOTIPO DA EMPRESA NOS EUA

No aniversário de 48 anos da Embraer, pilotos que faziam um voo teste nos Estados Unidos fizeram uma homenagem traçando no céu a logom...