quarta-feira, 7 de março de 2012

POMBO-CORREIO VOA 1600 KM DA ESPANHA ATÉ O BRASIL


Ave partiu das Ilhas Canárias e pousou nas Ilhas de São Pedro e São Paulo.
Pombos treinados podem voar a uma velocidade de até 102 km/h.

Eduardo Carvalho Do Globo Natureza, no Arquipélago de São Pedro e São Paulo (o repórter viajou a convite da Marinha do Brasil)
Fita de identificação mostra que o pombo-correio partiu das Ilhas Canárias (Foto: Eduardo Carvalho/Globo Natureza) 
Fita de identificação mostra que o pombo-correio
partiu das Ilhas Canárias (Foto: Eduardo Carvalho/
Globo Natureza)
 
Os marinheiros presentes no Arquipélago de São Pedro e São Paulo encontraram um pombo-correio perdido entre as centenas de atobás e viuvinhas que vivem entre os rochedos.

O animal, literalmente um estranho no ninho, tinha em suas patas uma anilha que identificava sua origem e sua numeração. A ave treinada vinha das Ilhas Canárias, território espanhol que fica na costa da África, conforme sua identificação. Assim que fotografado pela reportagem do G1, o pássaro foi solto novamente.

A região das Canárias é conhecida por suas atividades de columbofilia – criação de pombo-correio –, que contam inclusive com corridas oceânicas entre as aves.

Pombo-correio parou no telhado da Estação Científica (Foto: Eduardo Carvalho/Globo Natureza) 
Pombo-correio parou no telhado da Estação Científica (Foto: Eduardo Carvalho/Globo Natureza)
 
Os pombos treinados podem desenvolver velocidades máximas entre 87 km/h e 102 km/h, em distâncias que podem ultrapassar 1.200 km. No caso, a ave pode ter percorrido mais 1.600 km entre as ilhas espanholas e a região de São Pedro e São Paulo. 
 
“Esse pombo não deve voltar mais para lá (Canárias), porque ele não segue contra a corrente, a não ser que ele utilize outro caminho. Ele voa em função das correntes de vento, vem planando, porque senão não tem resistência”, disse o biólogo Jorge Lins, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Localização do arquipélago de São Pedro e São Paulo (Foto: arte/G1)
fonte/foto/G1

Nenhum comentário:

MÍSTERIO REVELADO - ANTOINE SAINT-EXUPÉRY...

Foi um segredo guardado durante 64 anos. Horst Rippert, piloto alemão da Luftwaffe, admitiu, aos 88 anos, ter abatido Antoine de St Exu...