terça-feira, 10 de agosto de 2010

O HELICÓPTERO PORTÁTIL SOVIÉTICO DO TAMANHO DE UM TORPEDO



Em 1971 os Soviéticos encomendaram ao Kamov Design Bureau um helicóptero desmontável para um passageiro que coubesse em um tubo de torpedo de 500mm e pudesse ser montado em 15 minutos. O resultado foi o KA-56, e ele quase funcionou.

Podemos até imaginar o desenrolar da ação; um espião infiltrado no território inimigo fica preso em uma área de risco, ele precisa ser tirado de lá mas não há recursos na área, então ele solicita um KA-56. O submarino em águas internacionais recebe o chamado e dispara um míssil, mas não com armamento e sim contendo um helicóptero dobrado. Abre um para-quedas sobre o local onde está o espião e suavemente toca o solo. Quinze minutos depois, ele termina de montar e realiza sua ousada fuga.



Soa como uma cena de James Bond, mas ele foi realmente um projeto encarregado ao designer Sergei Fomin, da Kamov em 1971. O programa foi uma experiência para saber quão pequeno poderia ser um helicóptero e qual seria a melhor forma de transportá-lo. Fomin e sua equipe construíram vários modelos em escala real para descobrir a mecânica necessária para construir tal máquina e acabaram com o KA-56 "Wasp".



O Wasp foi projetado com o corpo dobrável em um lado do seu estojo de 500 mm e a hélice dupla no outro lado. A montagem não leva 15 minutos, e pode ser feita em dez montando o mastro do eixo, as rodas, dobrando a cauda e parafusando as pás da hélice no eixo. O projeto esteve muito perto do funcionamento, mas o problema era o propulsor. Ele precisava de um motor rotativo de 40 cv refrigerado a ar e, apesar dos esforços dos engenheiros, não foi possível conseguir algo assim que coubesse no Wasp.

Uma pena, este teria sido um dos aparelhos militares que acabam migrando para o uso civil. Poderíamos todos estar usando helicópteros pessoais e guardando-os dobrados na varanda durante a noite.
fonte/foto/Xcitefun/Gizmodo/Newlauches

[via Xcitefun, Gizmodo, Newlaunches]
Enhanced by Zemanta

Um comentário:

Adm_Airbus disse...

Muito legal a matéria. Mundo com novas idéias e novas coisas legais.